Colégio Web

Francisco de Almeida

Publicidade
Militar e explorador português nascido em Lisboa, o primeiro vice-rei da Índia portuguesa, assegurando o domínio luso no Oceano Índico. Herói das guerras contra os mouros, foi nomeado vice-rei dos recém-conquistados territórios na Índia (1505), com a sede de governo em Cochim. Com uma poderosa frota de 21 navios, dobrou o cabo da Boa Esperança e, subindo a costa oriental da África, capturou Kilwa, hoje Kilwa Kisiwani, perto da Tanzânia, onde construiu um forte, e a seguir destruiu Mombaça, antes de chegar à Índia, à sede de seu governo, em Cochim.

 Para tornar Portugal a potência máxima no oriente e monopolizar o comércio de especiarias, construiu uma série de fortes e portos e assinou um tratado comercial com Malaca, hoje Melaka, na Malásia. Enfrentou os árabes e seus aliados, os egípcios, desafetos da liderança portuguesa, incendiou e saqueou seus portos, derrotando-lhes a esquadra na costa de Diu (1509). Substituído contra a vontade no cargo (1509) por D. Francisco de Almeida, depois de algumas escaramuças foi obrigado a reconhecer a autoridade de Albuquerque. Um mês depois de entregar o cargo, em dezembro daquele ano, partiu para Portugal, porém morreu na viagem de volta, numa briga contra os hotentotes, na Baia do Saldanha, perto do cabo da Boa Esperança.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados