Colégio Web

Francis Pettit Smith

Publicidade

Engenheiro e inventor inglês nascido em The High Street, Hythe, county of Kent, que na Inglaterra (1836) obteve a primeira patente de algumas formas de hélices, modelos parafuso simples, para propulsão de navios, baseado no parafuso de Archimedes, comercializada três anos mais tarde (1839). Descendente de fazendeiros, foi educado em Ashford, foi aluno do Rev. Alexander Power e desenvolveu uma especial paixão pela construção de botes. Já comerciante do ramo mudou-se para Hendon, norte de Londres, onde usou o reservatório de Old Welsh Harp para teste de seus modelos de barcos.

Construiu seu primeiro modelo com propulsão original de uma hélice de madeira em parafuso (1834), a screw-propellor’ for ships, com grande performance. No ano seguinte (1835), construiu um modelo superior, com o qual fez várias experiências em Hendon e pegou a patente de seu mecanismo de propulsão (1836). Simultaneamente o sueco Johann Ericsson também inventou mecanismo semelhante (1936) nos U.S.A. Depois de provar o sucesso de sua invenção associou-se ao banqueiro Wright, e ao industrial C. A. Caldwell, que lhe proporcionaram meios de construir modelos mais comerciais nos anos seguintes. Construiu o navio Archimedes (1838) e o Rattler (1843), o primeiro navio com propulsão a hélice parafuso da Royal Navy.

Apesar da fama conseguida, a Ship Propeller Company não lhe trouxe riqueza e após a patente expirar (1856), sobreviveu como Curator do Patent Museum, em South Kensington, e uma pensão da Civil List de cerca de 200 Libras por ano. Foi honrado como Cavaleiro (l87l) e morreu três anos depois, em Thurloe Place, Kensington, hoje London House of Science Museum, e foi enterrado na Churchyard, no Brompton Cemetery, em Kent, ao lado de seu neto, Archimedes, morto aos sete anos de idade.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados