Colégio Web

Felice Peretti

Publicidade

Papa católico (1585-1590) nascido em Grottammare, Itália, cujas reformas realizadas contribuíram decisivamente para restabelecer o prestígio político e espiritual da Igreja Católica no século XVI. Ingressou na ordem franciscana (1533), ordenou-se em Siena (1547) e doutorou-se em teologia (1548). Ganhou fama de severidade quando exerceu as funções de inquisidor geral em Veneza e vigário-geral de sua ordem. Feito cardeal (1570), afastou-se de suas atividades (1572-1585) e editou os trabalhos do bispo Ambrósio de Milão.

Eleito sucessor de Gregório XIII (1585), assumiu um pontificado em situação caótica, com estados assolados pelo banditismo e financeiramente exauridos pela Contra-Reforma. Adotou medidas extremas contra o banditismo, vendeu cargos en criou novos empréstimos e impostos e investiu grandes somas em obras arquitetônicas e urbanísticas, por meio das quais transformou a Roma medieval numa cidade barroca.

Terminou a cúpula da catedral de São Pedro, reconstruiu os palácios Laterano e Vaticano. Pela bula Postquam verus (1586), definiu o Sacro Colégio e estabeleceu em setenta o número de seus integrantes. Dividiu a administração pontifícia em 15 congregações (1588) e complementou a reforma da Cúria, com uma rigorosa campanha contra a corrupção do clero. A reforma permitiu a efetivação dos decretos do Concílio de Trento e fez com que o papa fosse considerado um dos fundadores da Contra-Reforma.

Apoiou os países católicos, sem permitir, porém, sua ingerência em questões eclesiásticas. Em seus esforços contra a expansão do protestantismo, prometeu ajudar Filipe II de Espanha se este invadisse a Inglaterra e excomungou o protestante Henrique de Navarra, que ascendeu ao trono francês como Henrique IV, após se converter ao catolicismo.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados