Colégio Web

34 anos da morte de Bob Marley

Publicidade

Poucos são os nomes que podem ser considerados como símbolos de um determinado gênero musical, sendo que é possível destacar apenas alguns artistas, que conseguiram sintetizar de tal modo o gênero musical que representavam que passaram para a História como verdadeiros sinônimos deles.

O rock tem em Elvis Presley esta figura, ao passo que o pop, apesar de generalista, pode ter em Michael Jackson um representante à altura, mas a verdade é que ninguém sintetiza melhor um gênero musical em toda a sua essência quanto Bob Marley está para o reggae.

Neste 11 de maio de 2015 nós estamos lembrando a morte deste ídolo máximo do reggae, com celebrações que lembram os 34 anos de sua partida e que também relembram sua carreira repleta de sucessos conhecidos até mesmo por quem não entende nada de reggae.

Quem foi Bob Marley?

34 anos da morte de Bob Marley

Para quem ainda possa não saber, Robert Nesta Marley, mais conhecido como Bob Marley, nasceu na cidade jamaicana de Nine Mile, num dia 6 de fevereiro de 1945, vindo a falecer num dia 11 de maior de 1981 na cidade de Miami, nos Estados Unidos.

Considerado o mais famoso e mais conhecido músico de reggae de todos os tempos, Bob Marley foi um cantor, guitarrista e compositor de talento, cujas músicas são celebradas até os dias de hoje em todo o mundo.

Ao longo de sua incrível carreira, Marley foi capaz de vender nada menos do que impressionantes 75 milhões de cópias de seus discos, o que faz dele um verdadeiro fenômeno não apenas do reggae, mas também da música pop como um todo.

Versado no movimento rastafári, Bob Marley levou seus preceitos de paz e de irmandade a todos os cantos do mundo, com suas letras amorosas e alegres, mas que também são extremamente reflexivas.

Câncer e morte

34 anos morte de Bob Marley

Em 23 de setembro de 1980 Bob Marley fez seu último show, na cidade estadunidense de Pittsburgh, pois pouco depois, ele acabou tendo diagnosticado um câncer de pele, que teria se desenvolvido sob a sua unha do pé.

Bob foi aconselhado a amputar o dedo, mas ele se recusou a fazê-lo, pois um dos preceitos do movimento rastafári é simplesmente não modificar seu corpo, que é considerado um templo.

O câncer acabou se espalhando para cérebro, para o pulmão e também para o estomago, e Bob Marley veio a falecer quando fazia uma viagem de volta para a Jamaica, onde pretendia passar seus últimos dias com a família e com os amigos.

Internado às pressas num hospital de Miami, Bob Marley morreu com sua mãe segurando suas mãos, enquanto ele a tranquilizava dizendo: “Mãezinha, não chores. Vou à frente para preparar um lugar”.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados