Colégio Web

Vestibulares mais difíceis do Brasil

Confira uma lista com os 3 Vestibulares mais concorridos e difíceis do Brasil, que certamente causam medo em todos os vestibulandos!

Publicidade

Para qualquer vestibulando que deseja conquistar uma vaga em instituição de ensino superior de boa qualidade, o vestibular é algo que se vive o dia todo, ao longo de todo o ano, ou seja, para que se conquiste esse objetivo a preparação tem de ser feroz.

Embora os tipos de vestibular possam guardar algumas diferenças entre si, os candidatos poderão ser avaliados por meio de questões de múltipla escolha, de redações, perguntas discursivas, entre outros. A seguir, há uma lista com os 3 Vestibulares mais concorridos e difíceis do país.

3 Vestibulares mais difíceis do Brasil

Vestibulares mais difíceis do Brasil

ITA – Instituto Tecnológico da Aeronáutica

Já foi, em alguns levantamentos, considerada uma das instituições de ensino de acesso mais difícil de todo o mundo. No país, essa fama permanece, porque a batelada de exames é extensa e muito cansativa. São 4 etapas de provas, com foco nas seguintes disciplinas: física, matemática e química, realizadas em dias distintos, além de mais uma, de línguas – portuguesa e inglesa – em um só dia. A classificação é obtida, caso o aluno tire nota superior ou igual a 4 em cada matéria, o que resultaria em uma média, no geral, de 5 pontos. Inscrições no mês de agosto e provas, em dezembro. Há cerca de 150 mil pessoas em disputa pelas 150 vagas;

USP- Universidade de São Paulo

Até pouco tempo atrás, o processo seletivo dessa importante instituição de ensino tinha por base duas etapas: a primeira consistia em uma prova, com questões de múltipla escolha; já a segunda era um exame de caráter dissertativo. O resultado era atribuído da seguinte forma: para a primeira prova, o candidato deveria atingir, no mínimo, o número de pontos relativos à nota de corte específica de seu curso, no segundo exame, deveria responder corretamente a um número específico de questões.

Houve a implementação também do PASUSP – o Programa de Avaliação Seriada, que é oferecido a estudantes, oriundos de instituições públicas de ensino – esse mesmo método já estava em uso na Universidade de Brasília e na Universidade Federal de Uberlândia. Nesse modo de seleção, o estudante presta exames ao final de cada um dos três anos do Ensino Médio. Dependendo da nota, terá um bônus de até 12%, sobre a nota da primeira e segunda fases do vestibular da USP. Extremamente concorrida, trata-se de uma das principais universidades do mundo.

UnB – Universidade de Brasília

Conta com etapa única de seleção, sendo dividida em dois dias, consecutivos, nos quais os exames são aplicados – normalmente, aos sábados e domingos. No primeiro dia, o estudante faz a redação, além de ter de resolver questões das disciplinas: língua estrangeira – pode ser escolhida entre inglês, francês ou espanhol – e também a área denominada ciências sociais – que inclui história, geografia e língua portuguesa. No dia seguinte, há as matérias exatas – Matemática e afins – e bioquímicas – física, química e biologia.

O que torna esse exame difícil é a forma de atribuição de pontos, bastante peculiar: todas as questões apresentam duas possibilidades de nota. Caso o aluno erre uma questão A, por exemplo, perde ponto; caso erre uma questão B, não perde. Para que sua redação seja apreciada, o candidato precisa atingir a pontuação de corte, específica a cada curso.

A admissão para a UnB é realizada duas vezes, a cada ano, reunindo 20 mil candidatos em cada.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados