Colégio Web

Técnicas de retenção de leitura

Conheça algumas técnicas que te ajudarão a ler e entender melhor um texto.

Existem diversas técnicas de retenção de leitura, que devem ser adequadas às diferentes situações que surgem quando lemos. Falaremos a partir de agora de algumas dessas técnicas de retenção de leitura, segundo Willian Douglas e Ricardo Soares (2007):
⇒ Repetir a leitura mecanicamente: ler e reler um texto mecanicamente com o objetivo de retê-lo, é o mesmo que decorar, e por esse motivo repetir a leitura mecanicamente é uma técnica com característica de utilização de informações em número reduzido, num período de curto prazo, podendo ser posteriormente esquecidas. Sendo assim esta técnica não é recomendada para estudo, porque com certeza na hora da prova irá dar o famoso “branco.” Além de que, quando se apenas decora e ocorre o esquecimento de um fragmento da informação, todo o restante fica comprometido.

Publicidade

⇒ Recitação: significa repetir o contexto do que foi apreendido na leitura com suas próprias palavras. A repetição pode ser verbal ou mental. É uma técnica que pode ser utilizada para exercitar a memória, para reforçar um aprendizado recente e também nos estudos, quando o objetivo é reter para a construção do saber. A recitação é um processo de síntese, portanto, só é possível recitar aquilo que você conhece , compreende e analisa.

⇒ Memória visual: desempenha um papel importante na evocação das informações de um texto. Você pode utilizá-la como referencial para a localização de ideias principais que facilitam a evocação das informações de um texto e também como auxílio à recitação. Porém fique atento quanto a esta técnica, pois a memória visual depende do nível de atenção e observação do leitor.

⇒ Copiar partes do texto e reler somente as anotações: esta pratica requer cuidado, porque a mesma anotação que realizada tecnicamente auxilia na retenção, de forma não estruturada prejudica o próprio entendimento do texto. Evite fazer anotações durante a leitura, pois quando você para de ler e faz anotações, interrompe a linha de raciocínio e prejudica a compreensão. Cuide para que as anotações copiadas sejam realmente úteis e objetivas.

⇒ Sinais gráficos: setas, chaves, asteriscos, grifos e demais sinais gráficos, tem como função dar destaque às informações a serem memorizadas ou como referencial para uma revisão. Uma dica use o marcador de texto na cor amarela para realizar os seus grifos, pois está cor não é reproduzida nas fotocópias, e se for necessário você pode recuperar o texto sem grifos posteriormente.

⇒ Sistemas de memorização: os sistemas de memorização (mnemônicos) podem ser usados com excelentes resultados para auxiliar na memorização de textos. A utilização de sistemas mnemônicos vem sendo feita desde a Grécia antiga, mas a sua essência permanece inalterada: a associação de idéias. Para a memorização de textos, as associações podem ser feitas com base nas idéias principais ou nas palavras-chave. Quando se faz o uso de sistemas mnemônicos, o objetivo maior não é reter o texto palavra por palavra, mas sim registrar o seu conteúdo ou as partes tidas como fundamentais, de forma que permita a evocação posterior com suas próprias palavras. Os sistemas mnemônicos admitem várias formas de associações. Ma verdade, o limite para elaborar as ligações é a própria criatividade.

Quer aprender mais técnicas de como memorizar, e como ler melhor? Então, não perca a oportunidade e faça já o curso de leitura dinâmica que o iPED oferece a você! https://www.iped.com.br/educacao-e-pedagogia/curso/leitura-dinamica

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados