Colégio Web

Erros mais comuns da língua portuguesa – Parte III

Publicidade

ACENTUAÇÃO

1)      Chegou de “Jacarei

 

  • Palavra oxítona ( a sílaba mais forte é a última) terminada em “í” ou “is” tem acento apenas se houver vogal antes do “i”.

Exemplos:

Caí, Ergui, Jundiaí, País, Saí, Tucuruvi

2)      Não “pode” vir ontem.

Pôde, passado, recebe circunflexo para não se confundir com pode (pronúncia Póde):

Não pôde vir hoje, porque estava doente

O mesmo ocorre em pôr, verbo por causa de por, preposição.

  • Vamos pôr tudo em pratos limpos
  • É hora de pôr a mesa

 

HÍFEN

Sinal de pontuação usado para fazer ligação de palavras compostas.

1)      Assistiu “ante-ontem” ao espetáculo.

Os prefixos ante e sobre são ligados à palavra que comece por “h” ou “e”

Exemplos:

  • Ante-estreia
  • Sobre-elevado
  • Ante-histórico
  • Sobre-humano

 

2)      O “expresidente”, saudou com “viceprefeito”

 

As palavras “ex” e “vice” sempre recebem o Hífen, diante de qualquer elemento:

Exemplos:

  • Ex-namorado
  • Ex-aluno
  • Ex-amigo
  • Vice-presidente
  • Vice-rei
  • Vice-governador

 

REGÊNCIA

A regência se caracteriza pela relação de dependência que se estabelece entre os verbos e os nomes:

1)      Agradeceu “o” amigo

Agradece-se a alguém e agradece alguma coisaa:

Exemplo:

  • Agradeceu ao amigo
  • Agradeceu a atenção dos amigos
  • Agradeceu aos pais.

 

2)      Chegou “no” Brasil

Verbos de movimento exigem “a”, e não “em”:

Exemplos:

  • Chegou ao Brasil
  • Chegaram à cidade
  • Vai amanhã ao (e não “no” cinema
  • Levou os filhos ao (e não “no”) circo.

 

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados