Colégio Web

Erros mais comuns da língua portuguesa – Parte I

Publicidade

Para obter sucesso em um texto, não basta apenas escrevê-lo, tem de saber passar a mensagem, usar concordância e o melhor, acertar na gramática, por isso, separamos alguns dos muitos erros mais comuns que encontramos em textos, artigos, em frases e até na hora de falar.

CONCORDÂNCIA

1)      Fazem20 dias que estou de férias

O verbo fazer quando é direcionado a TEMPO não varia, ou seja, não é conjugado.

Ex.:

  • Faz vinte dias que estou de férias
  • Fazia cinco séculos
  • Fez quatro meses de namoro

Já “é” 8 horas.

2)      A palavra “Horas” e as demais palavras que define tempo variam:

Ex.:

  • Agora são 11 horas
  • Já é 1 hora da tarde

Dica: Mais de uma hora é considerado plural, use “são”.

3)      “Obrigada” disse o rapaz.

A palavra obrigado concorda de acordo com o sexo:

Ex.:

  • Homens: Obrigado pela visita
  • Mulheres: Obrigada pela visita

 

4)      Ela estava “meia” chateada

Quando a palavra meia significar em uma frase: mais ou menos, ou um tanto ela é um advérbio e não varia.

Ex.:

  • Estava meio chateada
  • Chegou meio atrasada
  • Ela é meio alta

 

REDUNDÂNCIA

1)      Eu nasci “Há” dez mil anos “atrás”

“há e atrás” indicam passado e não devem ser usados juntos.

Ex.:

  • Ele chegou dois meses
  • Iniciou o trabalho dois meses atrás

 

2)      Vou “entrar” “dentro” daquela casa

Ninguém entra “fora” de algum lugar. O certo é:

Ex.:

  • Entra em casa
  • Entra na garagem

Além disso, deve-se evitar:

“sair fora” “subir pra cima” “descer pra baixo”

 

3)      “Encarar de frente” os desafios

Ninguém encara (nem enfrenta) de lado ou de costas

Ex.:

  • Encara (enfrenta) firmemente
  • Enfrenta (encara) sem receio

 

4)      O preço do carro é “barato”

Diga que o preço do carro é baixo, módico, acessível, convidativo, alto.

Falar em preço “barato” ou “caro” é redundância porque as duas palavras já encerram a ideia de preço.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados