Colégio Web

O ENEM e sua relação com o PROUNI

Publicidade

Muitos jovens, que pretendem concretizar o sonho de se tornar estudantes do ensino superior, acabam ficando um pouco – ou bastante – confusos a respeito de tudo o que cerca processos seletivos como o Exame Nacional do Ensino Médio – Enem – ou o Programa Universidade para Todos – Prouni – ou, em outras palavras, aspectos como os requisitos para inscrição, os limites e regras, muitas vezes, não são bem compreendidos pelo candidato. A seguir, pretendemos, então, lançar luzes sobre a relação entre esses processos seletivos, para sanar a maior parte das dúvidas das pessoas.

Primeiramente, é interessante apresentar cada um dos programas, para que possamos, mais à frente, caracterizar a relação entre ambos.

O que é o ENEM

ENEM PROUNIO Enem foi criado há 15 anos, pelo Ministério da Educação e, de início, tinha o perfil de ser uma avaliação do perfil do nível do Ensino Médio em todo o território nacional. Entretanto, conforme os anos se passaram, diversas Universidades começaram a se valer dos resultados do Exame, para servir de prova de seleção para seus candidatos, deixando de lado um vestibular próprio. Com isso, o Enem ganhou destaque e relevância, o que vem crescendo até os dias atuais.

O que é o PROUNI

O Prouni teve seu começo realizado no ano de 2004, e foi estabelecido pelo Governo Federal, com a finalidade de oferecer bolsas de estudo para alunos, de baixa renda, que desejem se matricular em Universidades particulares. Uma ligação entre os dois processos é que o Enem desemboca nessa seleção, haja vista que os alunos elegíveis ao Prouni deverão ter feito Enem. A aprovação no Prouni justamente obedece a esse padrão: quanto melhor o aluno tiver se saído nos resultados do Enem, maior poderá vir a ser sua bolsa de estudos para uma Universidade.

Além disso, os outros pré-requisitos para o candidato são:

  • Renda per capita de até 3 salários mínimos – o que dá direito a uma bolsa de até 50% do valor da mensalidade – ou até 1 salário mínimo e meio – para bolsas integrais;
  • Ser aluno oriundo da rede pública de ensino, ou da rede particular, com bolsa integral;
  • Ter realizado o Enem e atingido, no mínimo, 400 pontos, além de obter nota superior a zero na redação.

ENEM e PROUNI

Caso haja candidatos que não satisfaçam aos dois primeiros requisitos, ainda poderão se candidatar ao Prouni, mas devem ser portadores de necessidades especiais ou lecionarem na rede pública de ensino de nível básico, fazendo parte do quadro docente permanente, a fim de complementar estudos em cursos de licenciatura, pedagogia ou normal superior.

Esses candidatos ao Prouni não precisarão realizar vestibular específico na instituição particular. No caso, a instituição poderá, caso deseje, realizar apenas alguma prova específica, desde que sem ônus para o candidato.

Exatamente por essa razão, participar tanto do Programa Universidade para Todos, quanto para o Exame Nacional do Ensino Médio, é muito importante, pois pode levar um estudante a fazer sua graduação em uma instituição de ensino superior, sem o menor custo mensal. É uma grande oportunidade de aperfeiçoar o currículo e buscar um futuro profissional melhor. Boa sorte!

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados