Colégio Web

Onde buscar as atualidades que o ENEM cobra?

Publicidade

A necessidade de se estar por dentro de tudo o que acontece no Brasil e no mundo é uma das principais exigências feitas a todos os candidatos que pretendem prestar o Exame Nacional do Ensino Médio e sair com boa avaliação.

Isso é, de fato, importante, afinal, o hábito de leitura de acontecimentos atuais traz mais cultura, espírito crítico e faz da pessoa, alguém mais capaz de tomar decisões conscientes, o que, certamente, se refletirá em sua vida social. Além de argumentar e se posicionar com muito mais facilidade, aspectos importantes para os candidatos ao Enem, sobretudo no momento de execução da redação, tão importante –e temida – por todos.

Então, as atualidades estão presentes, seja na redação, como estrutura para o texto, seja nas outras questões, onde servem como contexto para chegar à solução. Esse é, exatamente, o grande diferencial entre o Enem e os vestibulares tradicionais de todo o país. O conhecimento, no Exame, não é tomado isoladamente, como uma decoreba, mas sim, deve sempre ser colocado em perspectiva, como um tema para reflexão e exercício de espírito crítico.

Normalmente, não se requer nada muito específico acerca de um fato – por isso, a vantagem de não ser necessário decorar algo. A grande questão é o panorama, todo o cenário, que influencia nos rumos e no dia a dia do país.

Onde se informar sobre as atualidade para o ENEM?

Onde buscar as atualidades que o ENEM cobra

Desse modo, indica-se a leitura atenta de jornais, revistas, blogs, participar de fóruns de discussão em redes sociais, enfim, todos os locais onde houver produção e circulação de notícias e informação. Isso garante que o estudante possa estar preparado para dar a resposta mais adequada às questões propostas nas provas. De modo geral, o Enem quer perceber qual a visão dos candidatos – em sua maioria, jovens – sobre os acontecimentos mais importantes do país, seja qual for a opção particular de carreira.

Não à toa, determinados temas, como crescimento urbano desordenado, escassez de recursos naturais, política, sustentabilidade, entre outros, são presenças garantidas nas várias edições do Enem, justamente por refletirem as questões mais importantes da atualidade, no Brasil e em todas as partes do mundo.

Recentemente, por exemplo, surgiu até mesmo uma questão que envolvia quais seriam os interesses que motivaram a construção da usina hidrelétrica de Belo Monte. Para que a resposta fosse dada de modo adequado, seria necessário o acompanhamento dos jornais, embora discussões também pudessem ter sido empreendidas por professores na própria sala de aula. Além disso, em anos anteriores, uma média de 40 – de um total de 180 questões – do certame incluíam gráficos, notícias, imagens, charges, entre outros elementos publicados via internet, nos meses que antecediam a prova. O positivo é que não era requerido conhecimento extenso sobre aquele ponto específico, mas sim, a noção acerca do assunto para que pudesse, através de interpretação, chegar à resposta certa;uma das quais, usava a notícia de um desastre ambiental por conta de uma substância, para, em seguida, questionar a respeito do processo empregado para obtenção do elemento.

Alguns especialistas recomendam, finalmente, que confiar na própria capacidade de interpretação é algo bastante importante, mas para que o candidato possa se sentir mais seguro e ter mais segurança, o ideal é realmente o acompanhamento constante das notícias mais atuais que mobilizam a opinião pública.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados