Colégio Web

Hábitat urbano

Publicidade

3. Habitat urbano 

Existem diversas definições para as cidades, mas em geral trata-se de uma aglomeração de pessoas que se apresenta alternada em seu número e na relação com a sua área. 

No Brasil, a cidade é definida como uma unidade político-administrativa, sendo a sede do município, seja qual for a sua população ou expressão econômica. 

Classificação das cidades quanto à origem 

Cidades espontâneas ou naturais 

São cidades que surgiram de forma natural, sem planejamento. Sua origem se dá a partir da expansão das antigas habitações rurais que formaram as casas e comércios. 

Feitorias: Cabo Frio – RJ; Santa Cruz de Cabrália – BA.
 
Defesa: Fortaleza – CE; Manaus – AM; Natal – RN. 

Missões religiosas: São Paulo – SP; Guarapari – ES. 

Mineração: Ouro Preto – MG; Cuiabá – MT. 

Entroncamento Ferroviário: Bauru, Mairinque – SP. 

Núcleo de Colonização: Londrina, Maringá – PR; Blumenau, Joinville – SC; Caxias do Sul, Bento Gonçalves – RS. 

Arraiais do Bandeirismo Minerador: Poxoréo – MT; Aragarças – GO. 

Cidades planejadas ou artificiais 

São aquelas cidade que surgiram a partir de um planejamento. As cidades planejadas do Brasil são: 

Teresina (PI) – 1851 

Aracaju (SE) – 1858 

Belo Horizonte (MG) – 1898 

Goiânia (GO) – 1937
 
Brasília (DF) – 1960 

Em relação à evolução urbana, existem as cidades mortas que apesar de serem raras no Brasil, ocorrem devido à construção de barragens e o represamento de águas fluviais para a produção de energia hidrelétrica. Um exemplo de morte absoluta é o caso da cidade João Marcos no Rio de Janeiro. 

Geralmente ocorrem mortes relativas, ou seja, uma lastima decadência, porém as cidades continuam a existir. Como exemplo, temos: Alcântara (MA) e Oeiras (PI). 

Classificação das cidades quanto ao sítio urbano 

Sítio urbano refere-se ao território onde o aglomerado encontra-se assentado. 

Acrópole ou colina: Salvador – BA; São Paulo – SP; Rio de Janeiro – RJ. 

Planície: Manaus – MA; Belém – PA; Santarém – PA. 

Planalto: Brasília – DF; Cuiabá – PA. 

Montanha: Ouro Preto – MG; Campos do Jordão – SP; Belo Horizonte – MG. 

Insular
: São Luís – MA; Vitória – ES; Florianópolis – SC. Guarujá – SP. 

Classificação das cidades quanto à posição geográfica 

A evolução das cidades pode ser esclarecida através de sua localização em relação aos elementos do meio físico que lhe são próximos, classificando-as da seguinte forma:

Fluvial 

Juazeiro – BA
Porto Alegre – RS
Pirapora – MG
Manaus – AM
Cuiabá – MT
Corumbá – MS 

Marítima 

Rio de Janeiro – RJ
Natal – RN
Paranaguá – PR
Salvador – BA
Santos – SP 

Litorânea (não-banhada pelo mar) 

Cubatão – SP
Joinville – SC
Itabuna – BA 

Interiorana 

Campinas – SP
Bauru – SP
Ribeirão Preto – SP 

Classificação das cidades quanto à função urbana
 
As cidades também podem ser classificadas de acordo com a sua função urbana, baseada na sua atividade econômica mais importante, que é a fonte do seu Produto Interno Bruto. Veja a classificação:

Comercial 

São Paulo – SP
Caruaru – PE
Campina Grande – PB
Feira de Santana – BA 

Industrial 

Volta Redonda – RJ
Santo André – SP
Cubatão – SP
Guarulhos – SP
Franca – SP
Betim – MG
Sorocaba – SP 

Religiosa 

Aparecida do Norte – SP
Tambaú – SP
Bom Jesus da Lapa – BA
Juazeiro do Norte – CE
Pirapora do Bom Jesus – SP 

Turística (balneária) 

Guarujá – SP
Camboriú – SC
Guarapari – ES
Torres – RS
Cabo Frio – RJ 

Militar-estratégica 

Resende – RJ
Vila dos Remédios – Fernando de Noronha – PE 

Turística (histórica) 

Ouro Preto – MG
Conginhas do Campo – MG
Parati – RJ
 
Portuária 

Santos – SP
Paranaguá – PR
Rio Grande – RS
Vitória – ES 

Administrativa 

Brasília – DF
Florianópolis – SC

Classificação das cidades quanto à hierarquia urbana 

Metrópole Global 

São as cidades que possuem uma intensa influência econômica regional e internacional. As cidades globais são caracterizadas por seus modernos centros financeiros e sedes de grandes corporações multinacionais. 

No Brasil temos São Paulo e Rio de Janeiro como metrópoles globais. 

Metrópole Nacional 

São as cidades que apresentam forte influência sobre todas as áreas do território nacional. 

No Brasil temos Vitória, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Belém, Salvador, Recife, Fortaleza e Brasília como metrópoles nacionais. 

Metrópole Regional 

São as cidades que apresentam influências apenas sobre uma região do país. Exemplos: Campinas, Goiânia, São Luís e Florianópolis. 

Capital Regional 

A posição hierárquica da capital regional é intermediária, estando entre o centro regional e a metrópole regional. Exemplos: Sorocaba, Santos e São José dos Campos. 

Centro Regional 

É influenciado pela capital regional.
Exemplos: Americana, Itapetinga, Anápolis, Cubatão e Jacareí.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados