Busca Digite o que você quer buscar:  
Postado em 31/05/2012 18:06, atualizado em 06/05/2016 00:15

Estômatos

Aumentar fontes para melhor leitura Diminuir fontes para melhor leitura

Os estômatos são estruturas localizadas nas epidermes, e constantemente podem ser encontrados nas folhas também, geralmente em sua parte inferior, porém em algumas vezes podem ser encontrados em caule, flores, frutos.

Os estômatos estabelecem uma relação do interior da planta com o meio ambiente.

De acordo com a disposição dos estômatos, eles são classificados em três tipos de folhas:

• Epiestomáticas
São caracterizadas, por possuírem os estômatos localizados na epiderme superior da folha.

• Hipoestomáticas
São caracterizadas, por possuírem os estômatos localizados na epiderme inferior da folha.

• Anfiestomáticas
São caracterizas, por possuírem os estômatos localizados nas duas extremidades da epiderme da folha.

Tipos de plantas

Há tipos de plantas que vão utilizar a abertura e fechamento do estômato para a fixação de carbono. Em termos de classificação, tais plantas serão divididas em C3, C4 e CAM.

C3: é o caso do arroz e trigo. Por ser mais numerosa n planeta, ela vai receber o nome C3 por ser um produto da fotossíntese. Assim, terá origem nas moléculas de três carbonos que vão se mostrar com mais condições de frescor, luz e umidade. Por outro lado, acabam sendo inibidas por elevadas temperaturas ou mesmo presença de luz. Assim, o estômato ficará parcialmente fechado por algumas horas, especialmente as mais quentes do dia. Não há perda de água pelo fato de ocorrer a transpiração ou mesmo quando os estômatos são abertos à noite.

C4: esse tipo de planta vai conseguir se adaptar sempre a novos ambientes, mas não se pode afirmar que são sempre mais resistentes. É o caso da cana de açúcar, do milho ou alguns tipos de grama. Haverá mais taxas de absorção de CO2, de forma mais rápida que a planta C3. Assim, percebe-se que essas plantas passaram por adaptações e conseguiram manter o estômato aberto. Mesmo com muita luminosidade ou alta temperatura. É que assim elas conseguem reduzir os prejuízos causados pela fotorrespiração, um movimento natural que ocorre quando o CO2 é reduzido e as células passam a queimar oxigênio, fazendo com que o crescimento das plantas seja atingido.

CAM: quando o metabolismo das plantas crassuláceas, que vivem bem nos desertos, com abertura estomática que acumula líquido aquoso no cloroplasto, para que a fotossíntese seja realizada. Esse tipo de planta abre o estômato durante a noite e fecha-o no período do dia.


Publicidade

Pela Web

Comentários