Digite o que você quer buscar:  
Home » Trabalhos Escolares » Química » Ligações químicas II » Ligação covalente polar
01/06/2012 10:22

Ligação covalente polar

Aumentar fontes para melhor leitura Diminuir fontes para melhor leitura

7. Ligação covalente polar 

Ligação covalente polar, é quando os átomos que estão ligados apresentam eletronegatividades variadas.
Por exemplo: AB, sendo B mais eletronegativo, logo ele possui mais densidade eletrônica, desta forma podemos considerar B como um pólo negativo, consequentemente, A será positivo, portanto podemos considera-lós um dipolo elétrico, por conter uma partícula com dois pólos. 

Como não ocorreu uma separação completa das cargas, podemos dizer que a carga do pólo não é considerada a carga de um elétron, portanto ela é considerada uma fração da carga do elétron. 

Considerando

q como a carga;
d como a distância que separa essas cargas. 

A grandeza dipolar é feita por μ. Vejamos: 

μ = q. d

Um ventor é comumente normalmente é relacionado à convenção abaixo, observe: 

As setas são para apontar a região que em que há a maior concentração eletrônica. Um duplo dipolo elétrico é formado pela molécula de água.
Ocorre que, os núcleos do oxigênio afastam os prótons, formando uma estrutura molecular carregada positivamente, isso ocorre próximo aos núcleos de hidrogênio que estão carregados negativamente, que por sua vez se encontram próximos aos orbitais do oxigênio que não foram compartilhados. 

Molécula polar: quando μ total ≠ 0, sendo esta molécula eletricamente assimétrica, ou seja, cada carga (positiva e negativa) possui o seu centro.
Molécula não-polar: quando μ total = 0, sendo esta uma molécula eletricamente simétrica, ou seja, possui os centros de cargas (positivo e negativo) simultâneos.

Vejamos uma consideração muito importante:

μ total: é considerada a soma vetorial dos instantes dipolares, que estão presentes entre os átomos que compõe a molécula.
Por exemplo: CO2 (gás carbônico) 

Esta molécula é linear, geometricamente simétrica desta forma ela é não-polar, mesmo contendo duas ligações polares.

Observe esses exemplos:

a) Metano e Tetracloreto de Carbono possuem: 
- molécula não-polar;
- simetria tetraédrica;
- os quatro vetores μ, resultam em um valor nulo. 

A molécula tetraédrica pode ser apolar e polar, observe:

Apolar 

A molécula é apolar quando os quatro ligantes forem idênticos.
Por exemplo: CCl4, CH4

Polar 

A molécula é polar quando os quatro não forem diferentes um dos outros.
Por exemplo: CH3Cl, CH2Cl2 

b- Trifluoreto de boro 
BF3 – molécula não-polar. 

c- Difluoreto de berílio 

- BeF2(gasoso) – molécula não-polar. 

 

 





Você também pode querer ver:

Comente!

Que tal ajudar?

Ajudamos milhões de estudantes todos os meses, levando conteúdo educacional, de graça. Faça uma doação e ajude a manter o projeto. Clique no botão ao lado.