Digite o que você quer buscar:  
Home » Trabalhos Escolares » Química » Funções Orgânicas Oxigenadas » Grupos funcionais da Química Orgânica
30/10/2013 06:23

Grupos funcionais da Química Orgânica

Conheças as características e principais reações

Aumentar fontes para melhor leitura Diminuir fontes para melhor leitura

Nos estudos da Química Inorgânica, cada composto é agrupado em uma função. É o caso dos ácidos, bases, sais e óxidos. Essa divisão foi planejada com o objetivo de facilitar os estudos desses compostos.

Também na Química Orgânica houve divisão. Nela, cada composto do elemento de carbono foi reunido em grupos diferenciados, com aspectos estruturais semelhantes. Assim foram formados os chamados grupos funcionais.

Mas existe uma diferença entre essas duas áreas da Química: está no fato dos grupos funcionais da Química Orgânica ser muito maior que os grupos da Química Inorgânica.

Para lembrarmos alguns deles: hidrocarbonetos, éter, éster, álcoois, cetona, aldeído, aminas, amidas, ácidos carboxílicos, entre outros.

As características em nível molecular

Moléculas dos grupos funcionaisToda e qualquer substância analisada vai apresentar algumas propriedades que definem suas diversas características físico-químicas mais específicas, como por exemplo, a cor, o sabor, o cheiro, o estado físico, o grau de solubilidade, entre outros.

E como cada uma dessas especificidades ocorre em nível molecular, em nível atómico? É aí que entra o papel de composição de cada molécula. A presença de alguns átomos, o tamanho da molécula, as proporções dos átomos vão influenciar no cheiro, na cor ou sabor e em todas as demais propriedades.

Começa, nesse momento, a influência dos grupos funcionais, pois eles são grupos de átomos que têm poder para alterar as propriedades das substâncias. Eles também vão permitir as interações e diferentes reações entre moléculas.

Como ocorrem as reações entre os grupos funcionais?

Os grupos funcionais vão reagir sempre da mesma maneira com os demais grupos. Exemplificando: um grupo ligado ao carboxílico vai sempre gerar um éster, quando há uma reação com um álcool. Nesse caso, não vai haver interferência das restantes composições das moléculas onde estão inseridos.

A presença de um grupo funcional também influencia para que uma molécula esteja mais ou menos reativa. Isso ocorre porque os grupos funcionais são determinantes na reatividade e nos diversos tipos de reações químicas às quais as moléculas estão passíveis de enfrentar.

Especialistas alertam sobre ambiguidade

Ambiguidades dos grupos funcionaisQuando se estuda um determinado grupo funcional, sempre existem os aspectos de ambiguidade para classificá-los junto a uma determinada classe. Alguns autores explicam que eles podem ser compostos por, pelo menos, um átomo diferente de C e H. É importante ressaltar uma exceção a essa característica: o grupo fenilo. Os elementos que fazem parte dos grupos funcionais são apresentados em formato de átomos. Em alguns casos, são verdadeiros grupos de átomos. Nas reações químicas, eles são os responsáveis por cada propriedade química realizada pelas moléculas.

Um dos compostos orgânicos considerado mais essencial é o hidrocarboneto. Existem alguns compostos orgânicos que podem ser derivados dos hidrocarbonetos, devido à substituição de um ou de mais átomos de hidrogênio por outros átomos ou grupos de átomos.

Vejamos um exemplo:

Todos os compostos presentes do grupo: (COOH), fazem parte da função do ácido carboxílico. Esses compostos entram em reação com bases, conduzem a eletricidade quando em solução aquosa, reagem com sódio metálico e tornam vermelho o papel de tornar-se azul.

Veja aqui mais detalhes sobre os grupos funcionais da Química Inorgânica.

 


Receba conteúdo de
CATEGORIA e aprenda por SMS:

Custo de R$ 0,31 + impostos por mensagem, até 30 mensagens por mês. Para cancelar envie COLEGIO CATEGORIA SAIR para 49810

Digite seu número:

Comente!