Digite o que você quer buscar:  
Home » Trabalhos Escolares » Português » Verbos » O que é Regência Verbal
31/05/2012 17:53

O que é Regência Verbal

Aumentar fontes para melhor leitura Diminuir fontes para melhor leitura

Regência Verbal 1

1. CLASSIFICAÇÃO DOS VERBOS QUANTO À PREDICAÇÃO

Podemos dividir todos os verbos da língua portuguesa em três categorias: transitivos, intransitivos e de ligação.
Os transitivos podem ser: diretos, indiretos e diretos e indiretos.

2. VERBOS TRANSITIVOS DIRETOS

Entende-se por transitivo o verbo que precisa de complemento. Vamos observar as seguintes construções:

a) Elisa ama a vida.
Função de “a vida”: objeto direto.

b) Daniela estima as flores.
Função de “as flores”: objeto direto.

c) Ele vê os filhos uma vez por semana.
Função de “os filhos”: objeto direto.

Os termos em negrito completam, respectivamente, o sentido de amar, estimar e ver. Observe que não há preposição intermediando os verbos e seus respectivos complementos. Diz-se, então, que os complementos ligam-se aos verbos diretamente, ou seja, sem auxílio de preposição. São, por isso, verbos transitivos diretos. E é lógico, os complementos são chamados de objetos diretos.

OBJETO DIRETO PREPOSICIONADO

Se o verbo transitivo direto vier preposicionado, com certeza a preposição não é exigida pelo verbo. O complemento recebe, então, o nome de “objeto direto preposicionado”.

a) Ela ama a mim.
Regência do verbo “amar”: transitivo direto.
Função sintática da expressão "a mim": objeto direto preposicionado.

b) Venceu ao pai o filho.
Regência do verbo “vencer”: transitivo direto.
Função sintática da expressão "ao pai": objeto direto preposicionado.

c) No colégio, ele não respeitava a ninguém.
Regência do verbo “respeitar”: transitivo direto.
Função sintática da expressão "a ninguém": objeto direto preposicionado.

OBJETO DIRETO x PRONOMES ÁTONOS

Ao lado de verbos transitivos diretos, na função de complemento, só podem aparecer os seguintes pronomes átonos:

a) o, a, os, as – Só podem ser objeto direto. Podem aparecer antes (próclise), no meio (mesóclise) ou depois (ênclise) do verbo, representando pessoas ou coisas.

Exemplos:

1. Sempre as respeitei.
2. Eu a amo.
3. Eu amo-a.
4. Respeitá-la-ei sempre.





Comente!

Que tal ajudar?

Ajudamos milhões de estudantes todos os meses, levando conteúdo educacional, de graça. Faça uma doação e ajude a manter o projeto. Clique no botão ao lado.

Recomendados para você