Digite o que você quer buscar:  
31/05/2012 17:46

Platão de Atenas

Aumentar fontes para melhor leitura Diminuir fontes para melhor leitura

Filósofo grego (429 – 347 a. C. Nascido em Atenas, teve esmerada educação e bem cedo dominou a cultura da época. Discípulo de Sócrates. Mestre de Aristóteles, escreveu os célebres diálogos Criton, a Apologia de Sócrates, Fedon, Timeu, Fedro, Górgias, O Banquete, A República, As Leis, etc; onde está exposta a filosofia de Sócrates, muito provavelmente completada e trasnformada em sistema. A sua filosofia, que tem como método a dialética, tem por coroamento a teoria das idéias; a verdade, objeto da ciência, não está nos fenômenos particulares e passageiros, mas nas idéias, tipos puros de cada grupo de sete: no ponto mais elevado está a idéia do bem. Em política, submete ao soldado representante da coragem, as artes que servem a vida sensível; mas finalmente, tudo deve obedecer ao filósofo. Vivendo num tempo em que a liberdade civil era desconhecida, Platão conservou na sua república ideal uma autoridade absoluta e consagrou-se ainda a fortifica-la. Foi reformador em querer essa autoridade nas mãos de homens que governassem pela razão, tendo em vista o bem O platonismo, que exerce enorme influência sobre Aristóteles, os estóicos, Cícero, Plutarco, os neoplatônicos, os padres da Igreja, os primeiros escoláticos, a filosofia e poesia na Renascença e nos tempos modernos, foi o primeiro sistema completo e espiritualista produzido pelo pensamento humano, e ficou sendo um dos maiores. Platão foi levado a ele pelo ensino de Sócrates, com quem aprendeu a procurar a razão das coisas num princípio inteligente e moral.


Recomendados para você

Comentários