Digite o que você quer buscar:  
Home » Trabalhos Escolares » História » Guerras » Guerra contra Aguirre
01/06/2012 09:59

Guerra contra Aguirre

Aumentar fontes para melhor leitura Diminuir fontes para melhor leitura

Tudo começou quando, no ano de 1864, Argentina e Uruguai cortaram as relações.

O Uruguai que estava passando por um momento de maior alvoroço, já tinha rixa contra os fazendeiros brasileiros, que recuperaram poder de terras que estavam invadidas, e muitos brasileiros que moravam no Uruguai eram vítimas de perseguições e desrespeito. 

O Brasil tentava entrar em um acordo com o Uruguai, e depois de algumas tentativas não obtiveram retorno, do presidente Atanásio da Cruz Aguirre.
As Tropas que estavam na fronteira faziam o possível para que as batalhas do Uruguai influenciassem o Rio Grande. Mas mesmo assim não teve como evitar e a guerra começou a atingir o território brasileiro. Foi então, que o general Venâncio Flores, que tinha poder no Uruguai, pediu apoio das tropas brasileiras, e que uma parte do Exército Brasileiro, fosse ficar em Montevidéu. 

As forças brasileiras que estavam localizadas na fronteiras tinham ordens de se vingarem e fazer de tudo para preservar os brasileiros.
Com toda a força das tropas brasileiras e a cooperação de Venâncio Flores, no final de 1864 formou-se a vila de Salto no rio Uruguai, que sem ter formas para resistir, foi obrigada a se render. 

Ainda no ano de 1864, as tropas brasileiras invadiram o Uruguai conquistando vários territórios, como Mello, Paisandu, e muitos outros, chegando a Montevidéu. 

Aguirre resolve invadir o território brasileiro, mas no ano de 1865, o seu mandato termina, e Venâncio Flores é seu sucessor provisório, declara o fim da guerra, e em 20 de fevereiro do mesmo ano, é assinada a convenção de paz. E as terras do Uruguai que estavam no poder do Brasil forma devolvidas.





Recomendados para você

Comentários

Ajude a manter o Colégio Web

Ajudamos milhões de estudantes, todos os meses, levando conteúdo educacional de graça. Faça uma doação e ajude a manter o projeto. Clique no botão ao lado.