Digite o que você quer buscar:  
Home » Trabalhos Escolares » História do Brasil » Era Pombalina » O que foi a Era Pombalina
01/06/2012 11:38

O que foi a Era Pombalina

Aumentar fontes para melhor leitura Diminuir fontes para melhor leitura

Era Pombalina (1750-1777) e a Crise do Sistema Colonial 

 

01. PRIMEIRO-MINISTRO

No reinado de D. José I, foi nomeado Sebastião José de carvalho e Melo, o Marquês de Pombal, para o cargo de primeiro-ministro do governo português, ocupando-o por mais de 25 anos, dirigindo os destinos portugueses e coloniais, disposto a retirar o atraso de seu país em relação aos centros mais dinâmicos da economia européia e a diminuir o grau de dependência de Portugal para com a Inglaterra.

02. DESPOTISMO ESCLARECIDO
Política adotada em alguns países da Europa, na segunda metade do século XVIII. Os países que adotaram essa política foram: Rússia, Áustria, Prússia e Portugal.

Os monarcas desses países realizariam uma série de mudanças na sociedade dentro do ideal iluminista (ideal burguês), mas preservando o poder absolutista dos reis.

03. MEDIDAS POMBALINAS

a) Incentivos estatais para a instalação de manufaturas na metrópole.

b) 1755: criação da Capitania de São José do Rio Negro, hoje Estado do Amazonas.

c) 1755: criação da Companhia de Comércio do Estado do Grão-Pará e Maranhão, estimulando as culturas do algodão, do arroz, do cacau, etc. e tentando resolver o problema da mão-de-obra escrava para a região.

d) 1755: criação do Diretório Pombalino, órgão composto por homens de confiança do governo português, cuja função era gerir os antigos aldeamentos. Com tal medida, o governante português extingue o poder dos jesuítas (Regimento das Missões) e o entrega aos colonos. Pombal proibiu a utilização das línguas maternas e do nheengatu (uma espécie de dialeto), tornando obrigatório o uso do idioma português em toda a Colônia. Pelo Diretório também estavam proibidas as construções de casas coletivas.

e) 1759: criação da Companhia de Comércio de Pernambuco e Paraíba, com o objetivo de estimular o cultivo da cana-de-açúcar e do tabaco.

f) 1759: extinção do sistema de capitanias hereditárias.

g) 1759: expulsão dos jesuítas (inacianos) da Metrópole e da Colônia, confiscando-lhes os bens.

h) 1762: criação da Derrama com a finalidade de obrigar os mineradores a pagar os impostos atrasados.

i) 1763: transferência da capital da Colônia de Salvador para o Rio de Janeiro.


Recomendados para você

Comentários