Digite o que você quer buscar:  
01/06/2012 10:47

As Leis de Newton

Aumentar fontes para melhor leitura Diminuir fontes para melhor leitura

2. AS LEIS DE NEWTON (Leis do Movimento)
Primeira Lei de Newton (Princípio da Inércia) Sob condição de força resultante nula, um corpo tende a permanecer, por inércia, em repouso ou em MRU.

– Quando a resultante das forças que atuam em um corpo for nula, se ele estiver em repouso, continuará em repouso (equilíbrio estático) e, se ele estiver em movimento, estará executando um movimento retilíneo uniforme (equilíbrio dinâmico).

Segunda Lei de Newton (Princípio Fundamental da Dinâmica)

– Força e variação de velocidade são diretamente proporcionais: F = ma.

– Quanto maior a força aplicada a um corpo maior a aceleração que ele adquire.– Quanto maior a massa de um corpo, menor será a aceleração que ele adquire.

– A massa de um corpo caracteriza a “dificuldade” que ele apresenta em ter a sua velocidade modificada, ou seja, quanto maior for a massa de um corpo, maior será a sua inércia. Assim, a massa de um corpo é uma medida de sua inércia.

Terceira Lei de Newton (Princípio da Ação-e-Reação) – Se um corpo A exerce uma força sobre um corpo B, o corpo B reage em A com uma força de mesma intensidade, mesma direção, mas de sentido contrário. 
      
As forças de ação-e-reação:
– São coexistentes (não existe força de ação sem a correspondente força de reação).

– São simultâneas (ocorrem no mesmo instante).

– Podem apresentar efeitos diferentes.

– Não se anulam (atuam em corpos diferentes).

3. GRAVITAÇÃO UNIVERSAL
Sistema Geocêntrico – Os gregos foram os fundadores da chamada Astronomia. Cláudio Ptolomeu (séc. II) fez uma descrição pormenorizada das conclusões da astronomia grega, propondo um modelo para os movimentos planetários. O sistema ptolomaico era geocêntrico, isto é, considerava a Terra como o centro do Universo.

O sistema ptolomaico vigorou com exclusividade durante quase quinze séculos, influenciando a filosofia, a literatura, a ciência e, sobremaneira, a religião. A Igreja apregoava que o Homem era a obra-prima da criação divina, por isso, cabia-lhe lugar no centro do Universo, juntamente com seu hábitat natural.

Sistema Heliocêntrico – No século XVI, o polonês Nicolau Copérnico, apresentou uma nova concepção para o Sistema Solar. O

sistema copernicano era heliocêntrico e muito mais simples que o ptolomaico: o Sol ocupava o centro do sistema e os planetas, inclusive a Terra, descreviam órbitas circulares em torno dele. Houve resistências do trono e do altar.

A proposta de Copérnico foi, mais tarde, defendida por Galileu que, por causa disso, foi duramente perseguido pela Igreja.


Recomendados para você

Comentários