Colégio Web

Frase

1Para falar sobre frase, torna-se necessário compreender alguns aspectos da escrita e oralidade em nossa sociedade. É isso que vai deixar mais claro o porque da compreensão em relação a esse tema.

Publicidade

Neste sentido, vale frisar que as características da oralidade permitem que os emissores de mensagens usufruam de alguns recursos para se fazer expressar. É o caso do gesto, da expressão facial, ou mesmo quando retomamos o pensamento ou o interrompemos, além de vários outros fatores. O fato é que cada um desses recursos não vai ser necessariamente condizente com a linguagem escrita. E porquê? Simplesmente porque a linguagem oral vai permitir que os emissores profiram suas mensagens com uma diferenciação.

Quando você pensa em um indivíduo que tem se mostrado surpreso com a chegada de alguém em um determinado recinto. O adjetivo surpreso que imaginamos pode estar ligado a diferentes sentimentos: de temor, espanto, alegria ou decepção.

Nesse caso, podemos imaginar que algumas expressões do corpo do emissor acabam sendo influência para o que se tem na escrita.

É o caso dos sinais de pontuação: ? – ! – … – .

Frases em análise

2Quando analisamos o caso de forma específica, podemos analisar como eles fazem grande diferença. O quanto vão influenciar cada tipo de frase e mesmo os contextos em que estas estão inseridas. Daí também que devemos nos perguntar qual a finalidade de um determinado discurso.

A par destas questões é que surge o conceito e a classificação das frases.

Frase declarativa: informa ou declara sobre um determinado tema, podendo ser afirmativa ou negativa.

“Iremos ao show de Caetano Veloso”.
“A abertura não tem dia definido para o público”.

Frase interrogativa: usada quando pretendemos conseguir alguma informação ou dado. Você pode questionar de forma indireta ou direta.

“Joana participará dos seminários?” – Direta
“Gostaria de descobrir onde ele comprou”. – Indireta

Frase imperativa: utilizada ou pautada por objetivos do emissor que deseja fazer uma influência direta nos interlocutores. É quando desejamos ordenar ou pedir. Pode ser imperativa afirmativa ou negativa.

“Abra-se com sua mãe, pois observo que está precisando falar”.
“Não sejas assim, pode ser arriscado”.

Frase exclamativa: quando está relacionada a sentimentos externos classificados pelos emissores em diferentes situações.

Nossa! Que bom ver você mais leve.
Ah não! Olha o que a presidente acabou de afirmar.

Frase optativa: exprime desejo.
Siga em paz!

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados