Colégio Web

Urano

Publicidade

Urano é o sétimo planeta a partir do Sol e é o terceiro maior no sistema solar. 

A distância média ao Sol é 2.87 biliões de quilómetros (1.78 biliões de milhas). A duração de uma dia em Urano é 17 horas e 14 minutos. 

A inclinação axial de Urano é próxima a 90º, o que, ao contrário dos outros planetas, deixa os pólos mais expostos à luz e à energia do Sol do que a região equatoriana. Curiosamente, mesmo com uma maior exposição à radiação solar, os pólos apresentam temperaturas menores do que a região mais central do planeta. A causa ainda é desconhecida. 


Urano comparado a Terra.

Ficha técnica: 

Distância do Sol 2.870.990.000 km
Velocidade orbital média  6,81 km/s
Diâmetro equatorial 51.724 km
Área da superfície 8.130.000.000 km²
Massa 8.686×10 25 kg
Temperatura à superfície -205 ºC
Translação 84 anos

Apesar de se enquadrar nas características de planetas jovianos, sua massa é pequena se comparada com a de Júpiter. No entanto, a análise das informações mostrou de seu núcleo é mais denso (relativos à pressão) e de composição bem diferente quando comparados a Júpiter e Saturno. Apresenta maiores quantidades relativas de gelo, carbono, oxigênio, silício, nitrogênio e ferro, no lugar da predominância do hidrogênio e hélio nos dois planetas anteriores. 

Atmosfera Superior 

A atmosfera de Urano é composta por 83% de hidrogénio, 15% de hélio, 2% de metano e pequenas porções de acetileno e outros hidrocarbonetos. O metano na alta atmosfera absorve a luz vermelha, dando a Urano a sua cor azul-esverdeada. A atmosfera está organizada em nuvens que se mantêm em altitudes constantes, semelhantes à orientação das faixas latitudinais vistas em Júpiter e Saturno. Os ventos a meia-latitude em Urano sopram na direcção da rotação do planeta. Estes ventos sopram a velocidades de 40 a 160 metros por segundo (90 a 360 milhas por hora). Experiência com sinais de rádio registaram ventos de cerca de 100 metros por segundo soprando na direcção oposta no equador.

Satélites
 
Urano tem 21 luas batizadas e seis sem nome: 

• Diferentemente de outros corpos no sistema solar que têm nomes da mitologia clássica, a luas de Urano receberam seus nomes dos textos de Shakespeare e Pope.
• Elas formam três classes distintas: as 11 interiores escuras muito pequenas descobertas pela Voyager 2, as 5 grandes (direita), e a recém-descoberta muito mais distante que as outras.
• A maioria tem órbita quase circular no plano do equador de Urano (e portanto um grande ângulo com relação ao plano da eclíptica); as 4 mais externas são muito mais elípticas. 

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados