Colégio Web

Netuno

Publicidade

Oitavo planeta a partir do Sol e o quarto maior do Sistema Solar.
A temperatura superficial média de Netuno é de 218 ºC negativos, pois recebe pouca luz do Sol.
Netuno possui ainda várias manchas grandes e escuras. A mancha maior, conhecida como a Grande Mancha Escura, tem aproximadamente o tamanho da Terra. Ao todo, Netuno possui 13 satélites naturais.
 

Netuno comparado a Terra.

Ficha técnica: 

Distância do Sol 4.504.300.000 km
Velocidade orbital média 5,45 km/s
Diâmetro equatorial 49.572 km
Área da superfície 7,65×10 9 km²
Massa 1,024×10 26 kg
Temperatura à superfície  –218 °C
Translação 164,8 anos
 Rotação 16,1 horas

Anéis 

Acreditava-se na existência dos anéis desde que se detectaram os anéis de Urano pela primeira vez, pois se existia anéis em Urano não havia razão para não existirem em Netuno. Com a visita da Voyager II é que se pode observá-los. Num primeiro instante em que se detectou os anéis, pensou-se não serem anéis e sim arcos de anéis, que não completavam toda a volta do planeta, mas com a aproximação da sonda viu-se que eram anéis completos. Porém, em alguns pontos a densidade de matéria era maior que em outras. Por isso, quando estava a distância a sonda só pode observar alguns setores circulares dos anéis. Esse aglomerado de matéria em determinadas regiões dos anéis pode ser devido a presença de pequenos satélites. 

A detecção por observações da Terra não foi possível porque os dois principais anéis são muitos tenues, possuem apenas algumas dezenas de quilômetros de largura e são bem separados. Os demais anéis são bem mais tenues do que estes e os instrumentos terrestres são muito pobres para que fosse possível sua detecção. Além dos anéis existe um disco de poeira que, da mesma maneira que os anéis, esta na faixa equatorial. 

Satélites 

O número total de satélites passou para treze e Nereida que era o segundo em tamanho passou para terceiro, pois o 1989 N1, que por orbitar muito próximo de Netuno, não podia ser observado da Terra. Além disso, o 1989 N1 e o 1989 N2 refletem apenas 6% da luz incidente o que os torna praticamente escuros. 

Os demais satélites não apresentam novidades, exceto Tritão, o maior satélite de Netuno, que é pouco menor que a Lua e deveria ser tão inativo quanto a Lua, porém não foi o que se observou. Tritão se mostrou estranho desde o primeiro momento. A começar por sua órbita que está no sentido contrário a dos demais satélites e também é inclinada em relação ao equador. 

Um outro fator estranho é que Tritão apresenta uma intensa atividade vulcânica, só que o fluido expelido é nitrogênio líquido. O satélite apresenta calotas polares recobertas de nitrogênio congelado que atingem até 3/4 da distância que vai do polo ao equador quase perfeitamente brancas, refletindo quase toda luz solar. Portanto, isso permite que Tritão seja provavelmente mais frio que Plutão. Em alguns pontos da calota existem regiões mais escuras que absorvem mais luz e se aquecem e, desse modo, aquecendo também as regiões vizinhas. Isso permite que o nitrogênio derreta e forme verdadeiros rios de nitrogênio líquido. Outro fato observado em Tritão é que as calotas apresentam muitas linhas que tendem para nordeste, que provavelmente é resultado de erupções de nitrogênio liquido que forma o lençol existente abaixo da superfície. E nessas erupções são lançados cristais de metano escurecido por toda superfície, pois são carregados pelo vento.Todos esses fatos revelam que Tritão está em constante mutação. 

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados