Colégio Web

O que fazer quando a menstruação atrasar?

A falta de menstruação periódica é conhecida no meio médico, como amenorreia. É o tipo de processo que pode ser caracterizado como primário, nos casos em que a mulher nunca tenha menstruado, ou como secundário, quando ocorre qualquer interrupção do ciclo menstrual por, ao menos, 3 intervalos consecutivos após a mulher já ter começado a menstruar.

Entre os casos mais comuns de atrasos na menstruação estão, em primeiro lugar, a própria vida sexual. Caso tenha havido sexo sem preservativo e próximo à ovulação, pode ser gravidez. Sobretudo, se o atraso na menstruação for acompanhado de sensibilidade nos mamilos e mamas, cólicas, enjoos, cansaço, micção frequente, entre outros. caso a mulher recorra a um teste de gravidez, é interessante fazê-lo de manhã, devido a concentração de hormônios que saem na urina, tornando mais fácil a detecção pelo exame.

Caso já haja a certeza de que não se trata de gravidez, há outras possibilidades a ser analisadas. Com a correria da vida moderna, por exemplo, o estresse é uma das principais causas de atrasos menstruais, chegando, até mesmo, a desregular totalmente o ciclo. Caso o fluxo atrase, então, é importante aplicar alguma técnica de relaxamento – respiração, que seja – e observar se a situação volta à normalidade. É necessário fazer uma autoanálise para perceber o quanto o estresse mexe com o organismo como um todo. Afinal, qualquer ansiedade, tensão ou estresse libera cortisol, cujo um de seus efeitos é o de bloquear outro hormônio, regulador do ciclo menstrual – GnRH.  Portanto, logo que o stress se vai, o nível de cortisol irá começar a ser reduzido, o que regulará novamente a menstruação, se for essa a causa.

Há ainda outros cenários que não podem ser desconsiderados, como, por exemplo, causas fisiológicas para o quadro. Gestação, amamentação e menopausa sendo os mais comuns.  Já outras situações podem indicar a presença de doença no organismo, como por exemplo a  SOP – Síndrome dos Ovários Policísticos.

Mulheres acometidas pelo mal apresentam, a própria amenorreia, além de: aumento excessivo de peso, acne, pelos em abundância e bastante dificuldade para engravidar. Caso sejam submetidas à curetagem após procedimentos abortivos também podem apresentar amenorreia, devido à formação de aderência na área da mucosa que faz revestimento do útero.

Aumento de hormônio masculino também pode ocasionar o quadro de desvios de menstruação. O tratamento para esses casos que se relacionam a doenças diversas irá depender da etiologia, e pode variar, sendo receitado: desde o uso de pílulas anticoncepcionais, até mesmo a colocação de um DIU. Para o melhor tratamento para cada caso deverão ser consultados um endocrinologista e um ginecologista.

O que fazer quando a menstruação atrasar

Cores da Menstruação

A cor de menstruação também pode indicar aspectos do organismo feminino. Veja a seguir cada tonalidade e sua significação para a saúde:

  • Vermelho intenso –  é um tom normal ao longo dos dias de fluxo mais frequente e abundante. Sua coloração, mais forte, significa que ele o fluxo foi recém-derramado, a partir do útero. Ou seja, tudo está bem;
  • Vermelho- enferrujado – são os fluxos bem no começo e no final da época de menstruação. Essa coloração é indicativo de que o sangue está sendo derramado há tempos e foi exposto ao ar, o que levou à colagulação;
  • Marrom – Presente no final do ciclo menstrual. Não foi expulso imediatamente, e está sendo evacuado bem aos poucos.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados