Colégio Web

A Camisinha

O uso do preservativo (camisinha) durante a relação sexual é a melhor e mais segura forma de impedir o contato com o sangue, esperma e secreção vaginal. Por isso, é a maneira mais fácil e eficiente de prevenção contra a AIDS e outras Doenças Sexualmente Transmissíveis – DST, além de prevenir a gravidez. Use sempre camisinha, desde o começo de todas as relações sexuais. 

Na hora da compra e do uso verifique sempre a data de validade da camisinha na embalagem e para guardá-la prefira locais frios e secos. Deixar a camisinha por muito tempo na carteira ou no porta-luvas do carro pode estragá-la. Além disso, veja que outros cuidados tomar para você não entrar numa fria:

• Certifique-se de que o produto contenha a identificação completa do fabricante ou do importador; 

• Observe se as informações sobre o número do lote e a da tade validade estam claras; 

• É muito importante verificar se a embalagem do preservativo traz o símbolo de certificação do INMETRO – Instituto Nacional de Metrologia, cuja finalidade é comprovar a qualidade do produto. Clique aqui para acessar o site do INMETRO;
• Exija a nota fiscal sempre. Em caso de problemas, a nota ou o cupom do ponto de venda asseguram o direito de poder reclamar; 

• Se o preservativo lhe foi entregue gratuitamente no serviço de saúde ou em campanhas, procure saber e guardar o nome da instituição responsável pela doação. O cuidado é necessário para que se saiba a procedência do material, quais são as garantias oferecidas e, em caso de dúvidas, pedir esclarecimentos. 

• Tome cuidado com as ofertas de camisinha, vendidas por um preço muito baixo ou sem nota fiscal. Estes produtos podem ser falsificados; 

• Por ser confeccionado em látex de borracha, o calor e a umidade deformam o preservativo, tornando-o impróprio para uso. Por isso, é melhor não comprar em camelôs, ambulantes, ou outros locais onde o produto fique exposto a condições desfavoráveis de tempo, como chuva ou sol. 

• Lei atentamente as instruções contidas na bula, geralmente impressas na própria embalagem, ou em outro material informativo. 

• Não utilize preservativos que estejam muito tempo guardados em locais abafados, como bolsos de calça, carteiras ou porta- luvas de carro, pois ficam mais sujeitos ao rompimento. Evite, igualmente, o uso de preservativos sobrepostos, pois também podem se romper com o atrito ou até mesmo se soltar/enrolar.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados