Colégio Web

O que foi a Segunda Guerra Mundial

Publicidade

A Segunda Guerra Mundial (1939–1945) 

Introdução – A Segunda Guerra Mundial pode ser entendida como resultante da necessidade que algumas potências capitalistas sentiram de redefinir a ordem mundial e redividir os mercados. A necessidade de uma nova partilha pode ser entendida como um reflexo dos acordos firmados pelos aliados no Tratado de Versalhes. Para a Alemanha, a Itália e o Japão, era necessário rever essa situação. As relações internacionais, durante a década de 1930, ficavam cada vez mais tensas, premeditando o grande conflito que estaria por vir. 

A Segunda Guerra Mundial foi um conflito armado, ocorrido entre os anos de 1939 e 1945. As forças do Eixo (Alemanha, Japão e Itália) enfrentaram os Aliados (Inglaterra, França, EUA, União Soviética entre outros). Com uma idéia expansionista, Hitler começou o conflito ao invadir a Polônia em 1939. Era só o início de uma guerra que mataria milhões de pessoa e arrasaria cidades, indústrias e campos. O Brasil também participou do conflito, enviado tropas para Monte Castelo, onde os pracinhas da FEB (Força Expedicionária Brasileira) enfrentaram de forma vitoriosa os soldados italianos e alemães. A Guerra terminou com a derrota da Alemanha em 1945 e com as bombas atômicas lançadas pelos EUA sobre as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki.

Causas 
a) O inconformismo da Alemanha, diante do Tratado de Versalhes, que provocou ressentimentos e ódio.

b) O imperialismo econômico.

c) O novo militarismo e o novo armamentismo.

d) A crise econômica de 1929.

Política de Alianças

a) Eixo – Alemanha (Adolf Hitler), Itália (Benito Mussolini) e o Japão (Imperador Hiroyto).

b) Tríplice Aliança ou Aliados – Inglaterra (Churchill), França (Charles de Gaulle) e União Soviética (Joseph Stalin).

O Inicio da Guerra

No dia 1.o de setembro de 1939, a Alemanha invadiu e ocupou a cidade de Dantzig (hoje Gdansk). A investida alemã foi fulminante (guerra relâmpago – Blitzkrieg). Esta invasão provocou a entrada da França e da Inglaterra no conflito. Varsóvia resistiu heroicamente, mas capitulou. Os alemães chegaram à Dinamarca e ao litoral da Noruega. A União Soviética invadia o leste da Polônia e incorporava as chamadas regiões bálticas (Lituânia, Letônia e Estônia).

Pacto de não-Agressão

Joseph Stalin, a fim de garantir maior segurança para território soviético, assinou com os alemães um acordo de não-agressão, ganhando, assim, tempo para se organizar militarmente. Esse acordo garantiria uma divisão da Polônia.

A Resistência Inglesa

Winston Churchill concentrava seu programa na “vitória a todo custo”. Londres foi bombardeada. A Inglaterra resistia. A Real Força Aérea (RAF) teve papel destacado nos contra-ataques. A resistência britânica obrigou a Alemanha, sob o comando de Adolf Hitler, a suspender a Operação Leão do Mar.

Entrada dos Estados Unidos

Os norte-americanos, mais uma vez, tinham enormes investimentos com a Inglaterra e com a França, seus amigos aliados de guerra. Para garantir o recebimento, teriam que entrar diretamente no conflito. Os norte-americanos tinham pretensão hegemômica na região do Pacífico, também disputada pelos japoneses. No dia 7 de dezembro de 1941, de surpresa, os japoneses, interessados no domínio asiático, atacaram a esquadra americana ancorada em
Pearl Harbour, na Ilha do Hawai. Assim, teve início a “Guerra do Pacifico”. Em 1945, no mês de agosto, foram lançadas bombas atômicas sobre Hiroshima e Nagazaki. No dia 15 de agosto, o Japão rendeu-se.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados