Colégio Web

Conferência de Potsdam

Publicidade

Em 17 de julho de 1945 novas diretrizes políticas e de cunho econômico foram definidas pelas principais nações que dominavam o mundo no período de guerra. Os EUA, o Reino Unido e a União Soviética estabeleceram algumas definições para os alemães no pós-Guerra. Em seguida, exigiram a rendição do Japão. Este foi o terceiro encontro dos governos dos Estados Unidos, Reino Unido e União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), que saíram vitoriosos da Segunda Guerra Mundial. Antes de Potsdam, já haviam se reunido nas conferências de Teerã e de Ialta.

No encontro de Potsdam, na área próxima a Berlim, começaram a acontecer os primeiros desgastes da aliança que se processou desde junho de 1941, período das invasões nazistas da Alemanha.

Potsdam acabou desencadeando uma série de mudanças na relação com o Leste-Oeste. O presidente norte-americano, Harry S. Truman, que substituiu Franklin Delano Roosevelt foi um dos fomentadores de tais mudanças. Além dele, Josef Stalin e o primeiro-ministro britânico Winston Churchill que acabou sendo substituído, durante a Conferência de Potsdam, por Clement Attlee.

A URSS estava fortalecida no Leste Europeu, enquanto ingleses firmavam fortes parcerias com os estadunidenses. Nesse sentido, a gestão Truman ainda tentava mudanças na política pró-russa do governo anterior.

Administração de conflitos

Na reunião de Potsdam, interesses conflitantes entre Moscou e o mundo ocidental ficaram evidentes. Com testes de bomba atômica em curso durante o mês de julho de 1945, houve quem aventasse o apoio da URSS ao Japão. Os soviéticos, entretanto, preferiram se afastar do mundo ocidental e aí foi instalada a Guerra Fria.

Ainda assim, a conferência definiu diretrizes para a Alemanha, que foi dividida em zonas de ocupação. As Relações Exteriores ficaram a cargo de Londres, com o acompanhamento de líderes do Reino Unido, União Soviética, China, França e Estados Unidos.

A nova linha divisória da Polônia, alguns acordos com a Itália, Bulgária, Finlândia, Hungria e Romênia e pontos de reparação da guerra também foram discutidos em Potsdam.

 

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados