Colégio Web

A Conferência de Teerã

Publicidade

Em 1939, quando começou a Segunda Guerra Mundial, o cenário de destroços e dor era acentuado. Com isso, algumas alianças militares e de cunho político foram firmadas, além dos acordos. Ações que foram essenciais para dar novo rumo ao conflito. Antes do início do processo bélico, Alemanha e URSS estabeleceram o acordo chamado de Pacto Germano-Soviético de não agressão. As “Potências do Eixo” (Roma-Berlim-Tóquio) também foram consumadas.

Entretanto, com o começo da guerra, outros tratados foram firmados. Os “Aliados”, nas representações da Alemanha, Itália e Japão, com o primeiro encontro estratégico em 1943, no evento chamado de Conferência de Teerã. Nele, que aconteceu na cidade homônima (capital do Irã), estavam vários chefes de Estado, inclusive o dos Estados Unidos, da União Soviética e da Inglaterra: Roosevelt, Stalin e Churchill.

Em 1943, a guerra exigiu uma ação conjunta das nações envolvidas e a Conferência de Teerã foi um desses momentos.

Principais discussões em Teerã

– O objetivo do ataque no solo europeu, com os alvos nazistas e fascistas.
– Analisar a geopolítica europeia depois que os aliados venceram

No código secreto, Teerã ficou conhecida como “Eureka”. De início, Stalin e Churchill dialogaram sob atritos, pois o chefe da URSS queria manter suas estratégias militares. O chefe da URSS queria avançar pelo solo francês, enquanto Churchill pretendia atacar a região dos Bálcãs. O Exército Vermelho ficou sob observação na definição de tais planos.

Roosevelt, em suas análises, se aproximava de Stalin. Daí o fato das tropas terem se dirigido à praia da Normandia, na França. Joseph Broz Tito, na Iugoslávia, recebeu apoio dos aliados. Também se decidiu sobre a Finlândia e a Turquia.

O historiador Norman Davies define bem a aliança entre essas três lideranças: “Ao longo dos seis meses que se seguiram a Teerã, toda a atenção do campo aliado se concentrou nos planos para os desembarques na Normandia. A operação combinada implicou um esforço de preparação sem paralelo. O transporte de enormes quantidades de armas e de homens dos EUA por via aérea e marítima foi extremamente complexo.”

Josef Stalin, Winston Churchill e Franklin Delano Roosevelt, na Conferência do Teerã, em 1943.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados