Colégio Web

Você conhece a síndrome de Otelo?

Publicidade

Muitas pessoas podem ser consideradas ciumentas por seus pares, mas poucas podem ser consideradas como pessoas que estão dentro do que se entende por síndrome de Otelo.

E a grande pergunta que deve ser feita por você, para que seja possível identificar se você está dentro do grupo de pessoas que sofrem desta síndrome é a seguinte: você conhece a síndrome de Otelo?

Portanto, vamos procurar entender um pouco mais sobre esta síndrome que está intimamente ligada aos comportamentos mais agressivos de quem é extremamente ciumento.

Otelo, o Mouro de Veneza

Otelo

Para entender um pouco mais sobre a síndrome de Otelo, é fundamental conhecer um pouco mais sobre as suas origens, sendo que para isto, será importante observar uma obra do grande Willian Shakespeare.

A obra em questão é Otelo, o Mouro de Veneza, que conta a história de um homem chamado Otelo, que ama demais a sua esposa, mas que, ao acreditar que ela lhe é infiel, acaba por matá-la por este motivo.

No entanto, para desgraça completa e absoluta de Otelo, ele acaba por descobrir pouco tempo depois de matá-la, que sua esposa era inocente, o que lhe traz grande arrependimento.

O ciúme patológico

Pois a síndrome de Otelo tem este nome justamente por ver no personagem shakespeariano a representação máxima do que é o ciúme doentio e do que ele pode ser capaz de fazer com pessoas comuns.

O ciúme patológico é a constante noção distorcida que uma pessoa tem de seu parceiro está se envolvendo com outras pessoas, quando, na maior parte dos casos, não está.

Este tipo de ciúme, que pode ser destrutivo para qualquer relação amorosa, é também capaz de causar uma espécie de “cegueira” momentânea, culminando em atos impensados por parte da pessoa que se sente traída.

E é o ciúme patológico que acaba caracterizando o que se entende nos dias de hoje por síndrome de Otelo, que pode levar a comportamentos extremos, como sentimento de posse, constante sentimento de insegurança e desconfiança, ou seja, a tudo que uma relação saudável não tolera.

Sindrome de Otelo

A realidade distorcida

O ciúme patológico que leva a síndrome de Otelo é o ponto em que a realidade acaba se adequando ao sentimento da pessoa, gerando distorções consideráveis da percepção por parte da pessoa.

E isto pode ser um grande problema para a pessoa que sofre desta síndrome, já que o ideal é quando o sentimento se adéqua à realidade, e não o contrário.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados