Colégio Web

Quais os benefícios da Erva-Doce?

Publicidade

Você sabe quais os benefícios do chá de Erva-doce? Vamos conhecer sobre essa erva que pode ajudar na prevenção de muitas doenças e tornar seu lar um ambiente mais acolhedor com seu aroma.

Nome popular e nome científico da Erva-Doce

O nome correto da erva-doce é “funcho”, também conhecido popularmente como anis-doce, maratro, finóquio,fiuncho ou fiolho. O nome vernáculo dado à espécie herbácea de nome cientíco é Foeniculum vulgare.

Origem da Erva-Doce

A erva-doce já era utilizada pelos antigos egípcios que usavam debaixo do travesseiro para espantar os maus pressentimentos devido ao seu forte aroma. Os egípcios  também usavam suas folhas e sementes em alimentos e remédios.

No Brasil, é cultivado especialmente na região Sul, seus frutos e folhas são utilizados na indústria para efeito medicinal e doméstico.

Propriedades da Erva-Doce

A erva-doce tem propriedades estimulantes nas funções digestivas e funções diuréticas; age como expectorante, calmante, possui ação antisséptica e emagrecedora. O extrato dos frutos e do óleo possuem propriedade antifúngica, e é usado na fabricação de repelente de insetos.

Os benefícios da Erva-doce

benefícios da Erva-doce

Os benefícios da Erva-doce foram comprovados cientificamente. Ela auxilia no alívio dos gases, combate a cólica intestinal, facilita na digestão, pode contribuir para o emagrecimento quando balanceado com dieta equilibrada, diminui o risco de câncer de mama e ovário, previne o resfriado, ajuda no combate a tosse e a bronquite agindo como expectorante e auxilia contra a inflamação na boca e na garganta.

Como podemos utilizá-la?

Podemos utilizar as sementes e as folhas da erva-doce em nossa culinária, cosméticos e bebidas.

Com as sementes podemos fazer deliciosas receitas como: biscoitos, pães, bolos, tortas de frutas, broa de milho e pão integral.

É usada em calda de doces, balas e em doces caseiros. Que delícia!

As sementes ainda são utilizadas na forma de tempero na preparação dos salgados. A erva-doce dá um toque especial e diferenciado ao sabor dos alimentos e carnes. As sementes perfumam as carnes, o assado de frango, a linguiça grelhada, os peixes e também os frios.

Ainda podemos usar suas folhas e sementes em sopas, saladas e canapés.

Como forma de bebida a mais conhecida e usual é por meio de chá (infusão). Nesse friozinho, quem não gosta de beber um chá quentinho?

E em forma de licores, que são ótimos, e possuem um aroma muito agradável.

Aprendendo a fazer o chá de Erva-Doce

Vamos aprender a fazer o chá de forma correta. Parece simples, mas os seus princípios ativos precisam ser conservados. Alguns cuidados devem ser seguidos para se obter o resultado esperado. Vamos lá! Siga todos os passos para preparar um delicioso chá!

Como preparar o chá de erva-doce

O chá (infusão) é preparado colocando-se água fervente em uma xícara das médias contendo uma colher (de café) das sementes. Aconselha-se beber até duas xícaras (de chá) ao dia, de preferência pela manhã e á noite.  Para melhor resultado, nos casos de tosse e bronquite, ou ainda problemas digestivos, aconselha-se beber meia-hora antes das refeições.  Pronto! Agora é só saborear! Para melhor resultado, não adoce.

Você pode abusar das receitas e preparar deliciosos pratos para a família, servir os amigos, preparar pratos maravilhosos para festas. Aproveite as dicas e bom apetite!

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados