Colégio Web

Osteoporose – Prevenção, Tratamento e Diagnóstico

Publicidade

A Osteoporose é uma doença metabólica que afeta todos os ossos do corpo humano. Segundo médicos e estudiosos, a proporção da osteoporose para homens e mulheres é de, aproximadamente, 6 mulheres para 1 homem a partir dos 50 anos de idade e 2 para 1 acima de 60 anos de idade. Aproximadamente 1 em cada 3 mulheres vai apresentar uma fratura óssea durante a vida.

O osso é uma estrutura viva que precisa se manter saudável. A osteoporose ocorre quando o corpo deixa de formar material ósseo novo suficiente, ou quando muito material dos ossos antigos é reabsorvido pelo corpo – em alguns casos raros, podem ocorrer ambas as coisas. Se os ossos não estão se renovando como deveriam, ficam cada vez mais fracos e finos, estando sujeitos a fraturas, principalmente nas vértebras.

Como prevenir a Osteoporose?

A Osteoporose é uma doença metabólica que afeta todos os ossos do corpo humano. Segundo médicos e estudiosos, a proporção da osteoporose para homens e mulheres é de, aproximadamente, seis mulheres para um homem a partir dos 50 anos de idade e duas para um acima de 60 anos de idade. Aproximadamente uma em cada três mulheres vai apresentar uma fratura óssea durante a vida. O osso é uma estrutura viva que precisa se manter saudável. A osteoporose ocorre quando o corpo deixa de formar material ósseo novo suficiente, ou quando muito material dos ossos antigos é reabsorvido pelo corpo - em alguns casos raros, podem ocorrer ambas as coisas. Se os ossos não estão se renovando como deveriam, ficam cada vez mais fracos e finos, estando sujeitos a fraturas, principalmente nas vértebras. Uma das dicas mais conhecidas para prevenção da osteoporose é a ingestão de cálcio, algo necessário para manter os ossos saudáveis. O cálcio é, principalmente, encontrado no leite e seus derivados. Além dele, ingerir alimentos que contenham vitamina D também é muito importante, pois tal vitamina fortalece os ossos. Alguns exemplos de alimentos ricos dessa vitamina são o salmão cozido, ovo cozido e fígado de galinha. Porém, quando já diagnosticada a doença, é preciso também fazer o uso correto de remédios prescritos pelo médico e praticar atividades físicas de pouco impacto, como a caminhada ou a hidroginástica, por exemplo. Em alguns casos, o médico pode indicar o uso de de protetores das ancas, já que a fratura do quadril e do fémur é comum, além de fazer fisioterapia para fortalecer os músculos e aumentar a mobilidade. Outra dica importante, que garante o sucesso do tratamento e impede a evolução da osteoporose, é a exposição solar, pois auxilia na produção de vitamina D e também na absorção do cálcio obtido através da alimentação Os sintomas da osteoporose variam desde irritantes dores musculares e nas articulações até a fratura dos ossos e, geralmente, surgem a partir dos 45 anos de idade, sendo mais comum em mulheres, principalmente após a menopausa. Porém, importante ressaltar que não é uma doença exclusivamente feminina. Outro sintoma da doença, embora não muito recorrente, é a diminuição de altura em cerca de 2 ou 3cm. Para diagnosticar a doença, é necessária a realização de uma densitometria óssea, que consiste num exame onde averígua-se se o paciente possui perda de massa óssea. A densitometria é realizada com o paciente deitado sobre uma maca, imóvel, até que um aparelho registre imagens radiológicas de seu corpo. O exame dura, em média, 10 minutos e é indolor. A principal causa da osteoporose é a diminuição da densidade óssea decorrente do processo natural de envelhecimento. Porém, existem também outras causas, tais como uso abusivo de cigarro e álcool, quedas frequentes e pouca atividade física.

Uma das dicas mais conhecidas para prevenção da osteoporose é a ingestão de cálcio, mineral necessário para manter os ossos saudáveis. O cálcio é, principalmente, encontrado no leite e seus derivados. Além dele, ingerir alimentos que contenham vitamina D também é muito importante, pois tal vitamina fortalece os ossos.

Alguns exemplos de alimentos ricos dessa vitamina são o salmão cozido, ovo cozido e fígado de galinha. Porém, quando já diagnosticada a doença, é preciso também fazer o uso correto de remédios prescritos pelo médico e praticar atividades físicas de pouco impacto, como a caminhada ou a hidroginástica, por exemplo. Em alguns casos, o médico pode indicar o uso de de protetores das ancas, já que a fratura do quadril e do fémur é comum, além de fazer fisioterapia para fortalecer os músculos e aumentar a mobilidade.

Outra dica importante, que garante o sucesso do tratamento e impede a evolução da osteoporose, é a exposição solar, pois auxilia na produção de vitamina D e também na absorção do cálcio obtido através da alimentação Os sintomas da osteoporose variam desde irritantes dores musculares e nas articulações até a fratura dos ossos e, geralmente, surgem a partir dos 45 anos de idade, sendo mais comum em mulheres, principalmente após a menopausa. Porém, importante ressaltar que não é uma doença exclusivamente feminina. Outro sintoma da doença, embora não muito recorrente, é a diminuição de altura em cerca de 2 ou 3cm.

Osteoporose Diagnostico

Como diagnosticar a osteoporose?

Para diagnosticar a doença, é necessária a realização de uma densitometria óssea, que consiste num exame onde averígua-se se o paciente possui perda de massa óssea. A densitometria é realizada com o paciente deitado sobre uma maca, imóvel, até que um aparelho registre imagens radiológicas de seu corpo. O exame dura, em média, 10 minutos e é indolor. A principal causa da osteoporose é a diminuição da densidade óssea decorrente do processo natural de envelhecimento. Porém, existem também outras causas, tais como uso abusivo de cigarro e álcool, quedas frequentes e pouca atividade física.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados