Colégio Web

O que muda de uma água para outra?

Publicidade

Manter-se hidratado é a grande dica para ter uma saúde de ouro, para um bom funcionamento do corpo e de seus órgãos e também para o rejuvenescimento, tanto da pele quanto o físico.

Porém, você sabe quais são as diferenças entre os tipos de água, seja ela mineral natural ou potável? E qual a diferença entre uma garrafinha de água mais cara ou outra? Confira algumas curiosidades aqui.

Diferença entre os tipos de água

o-que-muda-de-uma-agua-para-outra

Beber água é a recomendação de 10 entre 10 médicos em todo o mundo. A substância é liberada em todos os casos, porém, existem alguns fatores que podem tornar a água que bebemos um pouco menos saudável do que parece.

A água que normalmente ingerimos, que provém das garrafinhas compradas em mercados ou em galões apresenta, geralmente, um Ph (índice que mede o nível de acidez) que varia muito, encontrando um índice de 5,00 (considerada ácida), até 11 (considerada básica).

O nível de minerais como sódio, ferro, zinco, lítio, também varia de garrafa para garrafa, ou seja, você pode encontrar águas com o mesmo pH e que vão variar de forma drástica na quantidade de nutrientes presentes nela.

Água da torneira x água mineral

A água da torneira pode ser considerada potável (boa para beber) caso apresente característica como a de não ter gosto, não ter cheiro, não ter cor e não possuir organismos que fazem mal a saúde, como os coliformes fecais.

Caso a água da sua casa apresente essas condições, você pode beber, mesmo que encontre certo gosto de cloro, que provém do tratamento pela qual ela passa. É importante manter a caixa de água sempre limpa para que essa água seja consumida.

A água da torneira respeita as condições da legislação, ou seja, depois que entra para a sua casa, o responsável é você.

Por isso, algumas águas minerais, que são engarrafas, podem apresentar níveis de minerais que podem fazer mal para o organismo maiores do que a água da torneira, assim como um pH mais elevado. Vale apena conferir com a secretaria de saúde do seu município as informações da água da sua casa.

o-que-muda-uma-agua-para-outra

Qual água escolher?

O importante é que a água contenha os nutrientes em quantidades e proporções corretas para o bom funcionamento do organismo, sendo assim, as garrafinhas que possuam um pH entre 7 e 8, por exemplo, são as ideais para o consumo.

Assim como aquelas em que o teor de sódio presente é o menor possível, pois esse mineral em excesso pode fazer muito mal para a saúde, principalmente para quem já sofre de doenças relacionadas a esse tipo de mineral.

Por exemplo, se você acha que as águas mais caras, como a Perrier, são as mais saudáveis, pode se enganar! Geralmente o preço varia conforme a nacionalidade do produto e do local de onde ela foi tirada: quanto mais afastado e diferente, mais cara a água será.

O Ph da Perrier, por exemplo, é de 5,5, sendo, assim, considerada ácida e não tão boa para a saúde. Águas de marcas como Crystal, mais comuns aqui no Brasil, por exemplo, possuem pH de 9,58, considerado básico, ou seja, melhor do que a Perrier, porém não a melhor entre as águas.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados