Colégio Web

Mitos e verdades do colesterol

Publicidade

É só falar em colesterol que as pessoas já ficam assustadas pensando em todas as coisas ruins que normalmente são associadas a ele, sem entender que, o colesterol é uma parte muito necessária para o bom funcionamento do organismo. É preciso se lembrar que o colesterol que deve geral preocupação é o colesterol ruim no sangue, o LDL, que pode causar uma série de problemas.

Repleto de mitos e verdades, o colesterol é um dos elementos que mais geram confusão na mente das pessoas, por causa das informações de fonte duvidosa que acabam sendo passadas de maneira boca a boca. E é exatamente pensando em desvendar tudo isso e deixar os mitos e as verdades sobre o colesterol claros em sua mente é que nós reunimos aqui diversas informações sobre o assunto.

O ovo é um problema

Esse é um dos maiores mitos que são passados pelo conhecimento boca a boca. Por muito tempo considerado um grande vilão do colesterol alto, o ovo não só não faz mal, como é muito benéfico para saúde, devendo ser consumido moderadamente, sendo necessário para o bom funcionamento dos músculos.

Mitos e verdades colesterol

Pessoas que apresentam níveis de colesterol ruim no sangue podem consumir até dois ovos inteiros por dia sem problemas.

Deve-se excluir todos os alimentos com colesterol para uma dieta saudável

Outro mito é aquele de que todos os alimentos que contenham colesterol devem ser eliminados da dieta. Isso porque o colesterol bom é essencial para o organismo, sendo necessário para a produção de hormônios pelo organismo, como o estrógeno, a progesterona e a testosterona, entre muitos outros.

Além disso, o colesterol também é utilizado pelo corpo para a produção de vitamina D, que é a vitamina responsável por dentes e ossos fortes. Portanto, deixe de lado a ideia de eliminar de vez o colesterol da sua dieta.

Mitos e verdades do colesterol

O colesterol alto pode ter origem genética

Infelizmente isso é uma verdade e muitas vezes o colesterol alto não pode ser controlado por meio de uma alimentação saudável e de exercícios físicos, tudo porque ele pode ter uma origem genética, ou seja, quando os genes determinam a alteração nas taxas no colesterol. Portanto, se você tem casos de colesterol alto na família, é interessante prestar atenção e fazer exames regulares.

Além disso, é também preciso se atentar que a idade é um fator de risco, ocorrendo nos homens a partir dos 45 anos e nas mulheres a partir dos 55 anos. É claro que a alimentação também influencia, sendo o consumo elevado de alimentos ricos em gorduras um fator de risco para o aumento do colesterol ruim no organismo.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados