Colégio Web

Herpes Zóster – uma das variáveis mais complicadas da doença

Publicidade

Um das variáveis do herpes vírus é a Herpes Zóster, na etimologia, varicela-zóster. No globo terrestre, estima-se que cerca de 20% da população possa ter o vírus da doença. A Herpes Zóster é uma doença que pode ficar muitos meses sem aparecer pelo corpo humano, e só se habilita quando o organismo estiver fraco ou debilitado.

Sintomas da Herpes Zóster

O principal sintoma associado a Herpes Zóster é a erupção cutânea, que geralmente é dolorosa e tem formato de bolhas, que se parecem com uma simples catapora, que também vem do vírus varicela-zóster. Popularmente conhecido como cobreiro, o vírus da catapora pode se hospedar no corpo humano e ficar dormente; ainda não é claro como ocorre sua volta ao sistema nervoso do corpo humano.

Em casos específicos, os populares que tiveram Herpes Zóster contaram que tudo começou através de uma queima ou formigamento muito forte, seguido de manchas avermelhadas. Geralmente, as manchas formam bolhas, que, após secaram ficam como se fossem ‘crostas’, que demoram entre duas e três semanas para cicatrizarem. Algumas manchas precisam de tratamento específico para que possam deixar a pele.

Herpes Zóster - uma das variáveis mais complicadas da doença

Muitas pessoas convivem com o preconceito da doença pois as manchas ficam em regiões de visualização; boca, pescoço, orelhas e em outras partes do rosto. A Herpes Zóster ainda pode ter outras variáveis de sintomas. Tanto em homens como mulheres foram registrados fraqueza pelo corpo, geralmente associada a dores musculares, calafrios, febre, dor de cabeça (cefaleia), lesões na genitália, glândulas inchadas e problemas de paladar e visão.

Tratamento da Herpes Zóster

O tratamento da Herpes Zóster consiste na utilização de medicamentos chamados de antiviral. O ideal é procurar um médico especialista assim que tiver as primeiras reações da doença, pois isto ajuda no auxílio no combate ao vírus e na rápida ação contra a dor.

O melhor é, tomar os remédios em menos de 24 horas após os primeiros sintomas e assim que detectado o vírus da Herpes Zóster. Existe uma infinidade de medicamentos que podem ser ministrados via prescrição médica. Cada medicamento terá sua função no organismo, como alívio da dor, combate ao inchaço e alívio do prurido, a famosa coceira.

Herpes Zóster uma das variáveis mais complicadas da doença

A maioria das pessoas prefere medicamentos via oral, como líquidos ou comprimidos, mas em casos mais intensos há a necessidade de medicação intravenosa. Em formas mais brandas da Herpes Zoster pode-se ainda ser aplicadas pomadas.

Para evitar que as secreções expostas contaminem outras pessoas deve-se manter em repouso e em isolamento. A troca de roupa diária e o descarte de objetos descartáveis são o mais recomendado. Compressas de água fria auxiliam na dor e no prurido.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados