Colégio Web

Herpes bucal: um mal que atinge 85% da população brasileira

Publicidade

Uma das doenças mais comuns de se pegar pelo contato, a herpes bucal também é uma das mais incômodas em jovens e adultos, já que a disfunção da doença pode ser vista e percebida de longe. Quando se pega herpes é bom saber que a doença é incurável, mas remediável. O principal foco da herpes bucal está em pequenas feridas. Um simples machucado na região da boca, ou seja, lábio, língua ou gengiva, em contato através do beijo, gera a doença através de uma saliva contaminada pelo vírus (HSV-1).

Segundo estudos da Sociedade Brasileira de Dermatologia, 85% das pessoas no Brasil têm herpes bucal, destes, 50% das pessoas têm algum aparecimento da doença no ano, além de 5% a 10% pode ter mais de seis aparecimentos de feridas nos 365 dias do ano.

Herpes Bucal

Chamada de infecção de herpes simples 1, os principais sintomas são: febre e dor de garganta, além do aparecimento de pequenas bolhas, nos lábios ou gengiva. Outra informação importante é quando do aparecimento de gânglios ou ínguas, que podem ser verificadas apalpando a região entre o pescoço e o queixo.

Há também relatos de pessoas que tiverem grande dificuldade em se alimentar, até mesmo para tomar água, dores foram relatadas. Isto é devido a infecção que pode tomar conta da região bucal, logo no primeiro aparecimento da herpes bucal. Ela, se não tratada, pode trazer graves consequências ao paciente, uma vez que ataca o sistema neurológico. Em caso de um tratamento ineficaz, o vírus da herpes bucal pode até mesmo levar à cegueira.

Como evitar herpes bucal?

Bucal Herpes

Por ser uma doença incurável, o melhor remédio contra a herpes bucal é a prevenção. Tomar o máximo de cuidado e não sair beijando todo mundo, principalmente se você está com alguma afta ou erupção, por menor que seja, evite o contato com a saliva de um segunda pessoa.

Evite também o compartilhamento de talheres e copos. Escovas de dentes devem sempre estar protegidas, principalmente no uso em viagens, quando o banheiro é coletivo. O vírus da herpes bucal é disseminado, e uma pequena parte da população possui anti-corpos quando entra em contato com o HSV-1.

Os tratamentos que têm sido mais eficazes são à base de aciclovir. Nas farmácias há comprimidos e pomadas, além de medicamentos fitoterápicos. Há também remédios de via oral. Para a pessoa que já sabe que tem a doença, a melhor forma é tomar os medicamentos assim que os primeiros sintomas aparecerem, pois o tratamento surtirá efeito rápido e a volta da herpes bucal não deixará feridas em seu rosto.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados