Colégio Web

“Férias” de álcool fazem bem para a saúde, segundo estudos

Publicidade

Uma nova pesquisa sobre os efeitos do álcool no organismo deverá ser apresentada em novembro durante a reunião anual da Associação Americana para o Estudo de Doenças do Fígado.

O estudo, que só terá seus detalhes divulgados após o evento, concluiu que “férias temporárias” sem tomar álcool por apenas um mês pode trazer uma série de benefícios para o ser humano.

Para a realização da pesquisa foram medidos os impactos da abstinência temporária de álcool em 102 pessoas. Segundo o que foi divulgado pelo jornal “The Guardian”, os resultados mostraram que houve uma redução da fibrose no fígado – situação que pode levar à cirrose – nos participantes analisado.

Ou seja, em apenas um mês sem beber, o fígado é capaz de se regenerar. Isso evitaria o desenvolvimento futuro de possíveis doenças relacionas ao órgão e ao álcool.

Não ao Alcool

Mas os benefícios analisados não param por aí. Constatou-se que, além da regeneração do fígado, houve queda da pressão arterial e também da quantidade de açúcar presente no sangue dos voluntários. Melhoras no sono e na concentração também foram constatadas.

Isso mostra que, mesmo que parcialmente, os danos causados pelo consumo frequente de álcool podem sim ser revertidos sem intervenções drásticas.

Deve-se destacar que o estudo foi feito com pessoas que costumam beber socialmente, e não com indivíduos alcoólatras.

Alvo de estudos constantes

Apesar da repercussão que a pesquisa ganhou, ela não é o primeiro estudo feito sobre os efeitos que o álcool pode causar no organismo e sua relação com o corpo.

Em 2013 um projeto proposto pela revista “New Scientist” foi realizado em parceria com pesquisadores do Instituto do Fígado e da Saúde Digestiva na Escola de Medicina da University College London.

O estudo teve como objetivo medir os efeitos causados pela abstinência entre os membros da revista. Os resultados foram obtidos da seguinte forma: 10 membros da revista permaneceram em abstinência e foram comparados com outros quatro pessoas da publicação que permaneceram bebendo socialmente.

Para efeito de comparação o grupo passou por testes antes e depois da experiência.

Alcool Ferias

A conclusão? Nos abstinentes a parcela de gordura presente no fígado caiu 15% no período estudado. Os níveis de glicose presentes no sangue também diminuíram, a queda foi de 16% em cada participante, em média.

Os benefícios notados também foram externos. Segundo os relatos daqueles que evitaram o álcool e deram férias para o fígado, houve melhoras na qualidade do sono e também nos níveis de concentração, que se mostraram mais altos após a pesquisa.

É por estudos como esses mostrados acima que o Reino Unido já propõe campanhas para a abstinência temporária. Uma delas é a “Dry January” – Janeiro Seco, em tradução livre – que incentiva as pessoas a não consumirem álcool durante os 31 dias do mês de janeiro.

Outro evento, organizado pela “MacMillan Cancer Support”, batizada de “Go Sober for October” – Vá Sóbrio para Outubro, em tradução livre – propõe a abstinência em outubro e a arrecadação de fundos para a instituição, que luta no combate ao câncer.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados