Colégio Web

Dia Mundial da Fibromialgia: como tratar essa doença?

Publicidade

Hoje, dia 12 de maio, é o Dia Mundial da Fibromialgia, e embora essa doença já atinja cerca de 2,5% da população, ainda muitas pessoas não sabem do que se trata a doença e muito menos como tratá-la. Portanto, neste texto você vai ficar por dentro de todas as informações necessárias. Confira!

O que é a Fibromialgia

Dia Mundial da Fibromialgia

A Fibromialgia é uma doença responsável por causar um distúrbio de dor generalizada, onde praticamente é sentida pelo enfermo todos os dias. O problema é que muitas pessoas acreditam que essas dores e incômodos diários não passam de verdadeiros pitis” de quem possui a doença.

E nada pior do que conviver com pessoas que pensam dessa maneira, não é mesmo? E é exatamente por isso que a data de hoje é uma excelente representação e forma de lembrar as pessoas do que é a doença, os seus sintomas e como tratá-la. Além de também buscar compreender de que os pacientes que possuem Fibromialgia precisam de ajuda.

Como tratar a fibromialgia

Durante o tratamento, os medicamentos prescritos, na maioria dos casos por médicos reumatologistas, são fundamentais e importantes para manter a doença em seu controle. Assim, o tratamento busca envolver medicamentos que servem para atuar no sistema nervoso com o principal objetivo de realizar uma diminuição do excesso de dor que os enfermos possuem e que são transmitidas diretamente dos nervos doentes para o cérebro.

Dia Mundial da Fibromialgia Tratamento

E um dos principais medicamentos utilizado no tratamento é a “pregabilina”. Porém, diversos estudos realizados em busca de tratar a Fibromialgia detectaram que, não somente o medicamento é necessário para oferecer a melhora ao paciente, mas a prática de tai chi chuan, uma arte marcial chinesa, é capaz de fornecer a meditação e ainda articular os movimentos, auxiliando no processo de diminuição da dor.

Mas, não somente esta modalidade, como também qualquer outro exercício físico, pode levar ao paciente a uma melhora. Porém, a escolha da atividade física deve ser algo conversado com o médico, para que ele possa assim indicar qual é a atividade que possa ser realizada. Cada paciente possui uma necessidade totalmente diferente de outro!

E claro que quando aliado a isso, um bom tratamento com medicamentos com certeza irá oferecer muitos pontos positivos para o paciente. Portanto, diante da junção de remédios e atividade física,  é possível mandar para bem longe uma dor que tanto tortura.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados