Colégio Web

Conheça mais sobre a Caxumba

Publicidade

No inverno o risco de se contrair a Caxumba é maior, conheça mais sobre a doença e tratamento.

A caxumba é uma doença que se manifesta na maioria das vezes na infância, causada pelo vírus, aramyxovirus que provoca irritação, inflamação nas parótidas e nas glândulas submaxilares e sublinguais. Essa doença é mais comum no inverno e no começo da primavera. As principais vítimas disso são as crianças, por serem mais sensíveis e mais vulneráveis a qualquer tipo de doença.

Como se transmite?

A principal causa de transmissão da Caxumba é através do contato direto com a saliva de pessoas infectadas, gotículas aéreas e objetos contendo o vírus. Este também pode ser transmitido de mãe para filho, durante a gravidez, podendo causar abortos espontâneos.

Por mais que a doença seja chamada de “benigna”, existem alguns casos em que ela pode causar algumas complicações como: inflamação dos testículos e dos ovários (que pode resultar em esterilidade), meningite asséptica, pancreatite, neurite e surdez.

Sintomas

Fique atento aos principais sintomas da Caxumba, e saiba como se prevenir desta doença.

  • Inchaço
  • Dor na parótida e glândulas salivares (abaixo da Mandíbula)
  • Dor muscular
  • Dor ao engolir
  • Febre, mal-estar

Agora, existem outros sintomas que precisam de mais atenção e atendimento médico imediato:

  • Dor e inchaço nos testículos e na região dos ovários.
  • Náuseas, vômitos, dor no abdômen superior.
  • Rigidez na nuca, dor de cabeça e prostração (meningite).

Prevenção

Para prevenir uma doença é necessário se tratar, por isso, existem algumas vacinas indicadas para cada caso, para a Caxumba, a vacina ideal é a tríplice viral, que é a soma da de sarampo e rubéola, que deve ser injetada em crianças de 12 meses, e depois entre os 4 (quatro) e 6 (seis) anos de idade.

Tratamento

Não existe nenhum tratamento específico para a doença, pois ela é autolimitada e por isso, só pode ser tratada com analgésicos e antitérmicos, além de repouso absoluto até o fim da infecção.

E, por fim, jamais se automedique, pois isso pode ser muito prejudicial à sua saúde. Procure um médico explique seus sintomas que ele receitará a você qual o tratamento ideal, sem que corra riscos.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados