Colégio Web

Como cuidar do mau hálito

Publicidade

Enquanto algumas pessoas se preocupam o tempo todo em como está sua higiene bucal, outras não conseguem identificar se estão ou não com halitose.

A halitose é um termo médico para designar o mau hálito. Ela não significa uma doença, mas sim que o organismo precisa de uma atenção maior.

Sua causa pode ser por diversos motivos, mas é preciso ser identificada e tratada.

Motivos que levam a halitose

Como cuidar do mau hálito

O mau hálito pode acontecer por uma má higiene bucal, falta de alimentação, doenças gastrointestinais, diabetes, entre outros agentes que detectam que seu organismo está em desequilíbrio.

Sua origem pode ser bucal, ou extrabucal, porém a mais comum é a bucal, que corresponde cerca de 90% dos casos da halitose. Os dois motivos mais comuns são a saburra lingual e as doenças periodentais.

Nos casos do mau hálito originado por áreas superiores, temos o cáseos amigdalianos e os de origem metabólica.

A saburra lingual, também conhecida como língua esbranquiçada, acontece quando há diminuição da produção de salivas ou pela descamação do epitélio. Esses fatores ajudam na proliferação de bactérias na boca, formando uma camada áspera na parte superior da língua.

Dentre os hábitos que levam a ter a saburra, podemos citar o ronco, o uso de aparelhos odontológicos e o costume de morder o dedo, bochecha e lábios.

Já a doença periodental é um conjunto de condições inflamatórias, crônicas e bacterianas, da qual afeta o tecido gengival e pode levar à perda dos tecidos de suporte dos dentes.

O sintoma mais comum é a gengiva sangrar durante as escovações, além de ficar inchada e dolorida.

Os cáseos amigdalianos, popularmente conhecido como bolinha na garganta podem ser expelidos durante a fala, tosse ou através de espirros. Sua causa é desconhecida, mas bactérias orais podem contribuir para sua formação.

O jejum prolongado, problemas renais e intestinais são exemplos de halitose surgida através da origem metabólica, entretanto corresponde apenas 4 a 8% dos casos.

Como cuidar mau hálito

Como prevenir o mau hálito

Para prevenir a halitose é preciso ter uma higiene bucal muito regrada, além de ir sempre que preciso a dentistas para que possam orientar sobre o que pode ser feito para a prevenção.

O mau hálito tem solução e existem várias dicas que podem ajudar na hora de cuidar da saúde bucal. Não basta escovar os dentes após as refeições, é preciso saber a forma adequada para fazer a escovação, além do uso do fio dental.

Líquidos ajudam na produção de salivas, logo, quanto mais ingeridos durante o dia, mais hidratação haverá na boca, o que ocasionará na prevenção de placas bacterianas.

O uso excessivo de alimentos odoríferos altera o odor do hálito e devem ser evitados. Alguns exemplos seriam alimentos com alto teor de proteína, gordura animal e enxofre.

Consumo extravagante de café e bebidas alcoólicas também contribuem para o mau hálito, e devem ser evitadas principalmente quando estiver ansioso ou estressado.

Existem inúmeras formas de prevenir a halitose, só é preciso comprometimento e seriedade quando o assunto em questão for a saúde da higiene bucal.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados