Colégio Web

Arteterapia

Publicidade

Arteterapia é um processo terapêutico que serve de recurso expressivo a fim de ligar o mundo interno e externo da pessoa, através de sua simbologia. Diversos autores definiram a Arteterapia com conceitos semelhantes no que diz respeito à auto-expressão. É a arte livre, unida ao processo terapêutico, que modifica a Arteterapia em uma técnica especial.  De acordo com a Associação Brasileira de Arteterapia, é um modo de trabalhar usando a linguagem artística como base para comunicação cliente-profissional. Sua essência é a obra estética e a elaboração artística em favor da saúde.

A Arteterapia foi reconhecida como tratamento auxiliar da medicina somente no século XX. Consiste no uso da escultura, pintura e outras formas de expressão para o autoconhecimento, controle de sintomas e o tratamento de problemas e doenças. O trabalho criativo e a relação que estabelece com ela e com o arteterapeuta é que permite às pessoas se conhecer melhor e evoluir.

Nos dias de hoje, algumas correntes renegaram o extremo valor de Lou de Olivier (especialista em psicopedagogia, psicoterapia, arteterapia e percursora da multiterapia) é importante destacar sua brilhante atuação não só em Arteterapia, mas em áreas correlatas, se iniciando na década de 80 e estendendo-se até os dias de hoje, implantando no Brasil a diversificação nos tratamentos Arteterapêuticos e até sendo reconhecida como precursora da Multiterapia, que reúne vertentes artísticas e terapêuticas.

Se partir do início, de que muitas vezes não se consegue falar a respeito de conflitos pessoais, a Arteterapia propõe recursos artísticos para que sejam analisados todos esses processos, alcançando uma melhor compreensão de si mesmo e até podendo-se trabalhar no intuito de uma liberação emocional.

Pode-se dizer que a Arteterapia baseia-se na crença de que o processo criativo na atividade artística é terapêutico e enriquecedor da qualidade de vida das pessoas. Por meio de criar em arte e mostrar sobre os processos e os trabalhos artísticos resultantes, as pessoas podem desenvolver o conhecimento de si mesmo e dos outros, assim aumentando a autoestima, aprende a lidar melhor com os sintomas do stress e experiências traumáticas.

A obra de arte por si só consegue transmitir sentimentos como alegria, desespero, angústia, tristeza e felicidade, de maneira única e pessoal, relacionadas ao estado espiritual que se encontra o autor no ato da criação.

Alguns recursos artísticos (pinceis, cores, papeis, argila, cola, figuras, desenhos, recortes, etc.) têm como finalidade a mais verdadeira expressão do seu self (si mesmo), não se preocupando com a estética, mas sim com o conteúdo pessoal contido em cada criação e explícito como resultado final. Embora, as técnicas de utilização dos materiais citados acima, são para simples manuseio dos mesmos e, não para profissionalização.

Portanto a Arteterapia tem como principal objetivo atuar como um catalisador (mudança de velocidade) e assim favorecendo o processo terapêutico, de forma que a pessoa entre em contato com conteúdos internos e muitas vezes inconscientes, normalmente barrados por algum motivo, e assim expressando sentimentos e atitudes que até então são desconhecidos.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados