Colégio Web

13 Doenças Tratáveis com Dançaterapia

Publicidade

A Dançaterapia pode ser utilizada para curar diversas doenças e síndromes. A despeito de a dançaterapia ser famosa por reduzir estresse e trabalhar o corpo, esse tipo de terapia é também muito eficaz para curar outras doenças e incapacidades. Dentre as principais estão:

  1. Autismo: dançaterapeutas se conectam ao nível sensório-motor, fornecendo um sentido de aceitação e expandindo habilidades cognitivas e físicas, ajudando na independência e maturidade;
  2. Dificuldades de aprendizagem: auxilia a desenvolver melhores habilidades de organização, de aprendizagem, de autocontrole e escolha individual, além de autoconfiança mais sólida e nova motivação para aprender;
  3. Deficiência intelectual: melhora a imagem do próprio corpo, a sociabilização, coordenação motora, e amplia as capacidades de comunicação;
  4. Surdez e deficiência auditiva: reduz a sensação de isolamento, oferece inspiração a relacionamentos;
  5. Cegueira ou deficiência visual: melhora a imagem do próprio corpo, capacidades motoras e percepção individual;
  6. Deficiência física: auxilia na melhoria de habilidades motoras e na imagem do próprio corpo,fornecendo um modo de se comunicar e expressar emoções e sentimentos;
  7. Doenças de Idosos: propicia integração social, expressão e exercita fisicamente esses indivíduos, aliviando ainda o medo de solidão e isolamento;
  8. Distúrbio alimentar: altera a autoimagem distorcida, o que ajuda a eliminar comportamentos destrutivos, descobrindo novos símbolos que conectam comida à destruição;
  9. Estresse pós-traumático: equilibra o passado e o presente, por meio de simbolismos relacionados a um “lugar seguro” para lidar com memórias dolorosas;
  10. Mal de Parkinson: por meio do ritmo, ajuda o paciente a lidar com suas disfunções corporais, melhorando o equilíbrio e o uso de membros;
  11. Preparação pré-natal: garante técnicas de relaxamento muito úteis e ajuda na respiração e liberação de energies de tensão, construindo confiança para lidar com o momento do parto de maneira tranquila e a maternidade em seus primeiros momentos;
  12. Transtornos mentais: melhora a articulação oral e corporal, bem como a expressão de linguagem comunicacional e aumenta a sensação de prazer e satisfação em tarefas, bem como aguça o interesse e envolvimento em atividades;
  13. Depressão: atua reduzindo estresse, ansiedade, a frequência de consultas ao médico e a ingestão de medicamentos. Ajuda a construir e fortalecer laços e relacionamentos.

Doenças Tratáveis com Dançaterapia

Dançaterapia: uma prática que vale a pena!

Como mencionado acima, portanto, a dançaterapia pode ser um belo auxiliar ao tratamento de numerosas doenças, síndromes e transtornos. Atualmente tem sido bastante indicada para sociabilizar pessoas das mais variadas idades e meios profissionais, pelo fato de as pessoas, de um modo geral, estarem interagindo menos. Assim, a dançaterapia promove o prazer individual e relacional.

A grande vantagem é a de que esse tipo de terapia garante efeitos que nenhum medicamento conseguiria, mesmo porque, enquanto os remédios têm efeitos colaterais – como tremores e ataques de pânico – a terapia fortalece o corpo e pode trazer benefícios psicofísicos realmente grandes. Inclusive, estudos recentes indicam que a dançaterapia influencia em diversos domínios do indivíduo, como o psicológico, social, holístico, o que repercute em uma melhora na vida cotidiana.

Sem dúvidas, é um tipo de “tratamento” muito especial, pois ressensibiliza o indivíduo, permitindo que expresse suas emoções através do contato com a arte, sem esquecer a saúde do corpo físico.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados