Colégio Web

Os limites cronológicos do Romantismo brasileiros

1O Romantismo é uma escola literária que mostra as realidades do século XIX. Foi um período que substituiu e deu seguimento ao que já vinha se desenvolvendo em termos de boa literatura no mundo. É quem chega depois do Arcadismo (século XVIII).

Publicidade

O Romantismo foi marcado por três fases: Primeira Geração (Indianismo), Segunda Geração (Ultrarromantismo) e Terceira Geração (Condoreirismo).

Em linhas gerais, o Romantismo vai se caracterizar pelos elementos subjetivos, uso da emoção, sentimentalismo. Há muita lírica. O escritor romântico escrevia como forma de dar vazão às emoções e sentimentos, explorava os dramas humanos e gostava de entender a anatomia da emoção.

Tudo isso começa, entretanto, com uma espécie de preponderância ao elemento indígena no Brasil. A primeira fase do Romantismo estava focada no índio enquanto símbolo brasileiro. Já a segunda fase, tratou de explorar os dramas humanos, investigando o próprio “eu”. O drama e a depressão estão marcantes nesse período. Já a terceira fase do Romantismo, prima pelas temáticas sociais.

Exemplo de texto indianista:

Canção do Exílio
(Gonçalves Dias)

Minha terra tem palmeiras
Onde canta o sabiá
As aves que aqui gorjeiam
Não gorjeiam como lá

Nosso céu tem mais estrelas
Nossas várzeas tem mais flores
Nossos bosques têm mais vida
Nossa vida mais amores

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados