Colégio Web

Fatores da Revolução Industrial

Publicidade

Um dos principais fatores da revolução Industrial é o grande avanço comercial da Inglaterra antes do início da Revolução. Durante o século XVIII o comércio inglês se expandiu em escala mundial, gerando capital, mercado consumidor para os produtos industriais e mercado fornecedor de matérias-primas.

A acumulação de capitais facilitou o investimento na construção de máquinas. Além disso, a Inglaterra possuía grandes reservas de carvão de ferro, que são produtos fundamentais para a construção e funcionamento das máquinas.

A melhoria nas condições sanitárias e o controle de epidemias facilitaram o crescimento demográfico, e conseqüentemente ampliaram a mão-de-obra para o trabalho na indústria e o consumo de produtos.

Podemos observar três diferentes períodos no modelo de industrialização em escala mundial:

1760 a 1850: a Revolução fica restrita à Inglaterra, considerada a “oficina do mundo”. Ali, a produção de bens de consumo era avassaladora.
1850 a 1900: a Europa, a América, a Ásia, Bélgica, Alemanha e França também começam a sofrer impactos. Estados Unidos, Japão e Rússia entram na concorrência. Os bens de produção são desenvolvidos e transportados por novas ferrovias. A energia hidrelétrica e a derivada do petróleo começam a impactar no comércio. Os transportes estão em forte expansão.
1900 até os dias atuais: o conglomerado industrial e as multinacionais ficam automatizados. As produções em série atendem uma nova sociedade: a sociedade do consumo em massa. Os meios de comunicação invadem as casas de cada cidadão. Química, eletrônica e engenharia genética estão a avançar velozmente. A robótica se materializa junto com a internet.

Fatores da revolução industrial1

Vários fatores foram favoráveis para que o século XVII abrigasse a explosão a indústria.

Acumulação de capital: as colonizações na América e as trocas comerciais com o Oriente facilitaram a entrada de capital na Europa. Essa acumulação fez a transição do feudalismo para o capitalismo.

Matérias-primas: a indústria acabou sendo uma das primeiras a entrar em fase de desenvolvimento. O algodão, matéria-prima principal dessa indústria, passou a ser produzido no espaço colonizado pelos britânicos.

Mão-de-obra: havia abundância de mão de obra escrava, principalmente na Grã-Bretanha.

Mercado consumidor: os mercados existentes já detinham boa parte da produção. Mas, as fábricas mecanizadas passaram a produzir em larga escala e com preços mais baixos. Assim, além de atender a demanda, criou um mercado próprio.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados