Colégio Web

Detalhes da 1ª Revolução Industrial

Publicidade

A Revolução Industrial foi um período de transição ocorrido entre 1760 e 1840. Teve início na Inglaterra, porém em poucas décadas, espalhou-se pela Europa e chegou à América, mais precisamente, aos Estados Unidos.

Esta revolução inclui a transição de formas de produção manuais e artesanais para a produção através de máquinas, uma nova utilização de produtos químicos, produção de ferro, melhor eficiência no uso da água como recurso, energia a vapor e desenvolvimento das máquinas como ferramentas industriais. Podemos incluir também a substituição da madeira e outros combustíveis naturais por carvão.

Divisor de águas

Revolução Industrial

A Revolução Industrial é considerada um divisor de águas na história da humanidade. Naquela época, quase todos os aspectos do cotidiano humano foram influenciados por esse processo, pois a população experimentou um novo processo de crescimento sustentado através de uma boa renda média.

Alguns pesquisadores do século XX argumentam que o uso do termo “revolução” é um equívoco, pois o processo social se formou de forma gradativa, e não de uma maneira surpreendente. Este é um assunto ainda em debate por historiadores.

A Primeira Revolução Industrial impulsionou fortemente o crescimento econômico nos sistemas capitalistas. Existe um consenso entre economistas e historiadores no qual essa revolução seria o evento de maior importância na história humana, desde a domesticação de animais e a criação da agricultura.

Detalhes históricos

1ª Revolução Industrial

A Primeira Revolução Industrial durou até 1840, momento do início da Segunda Revolução Industrial, que perdurou até 1870. A história sugere que o fato impulsionador da Primeira Revolução Industrial se deu quando o britânico Thomas Newcomen instalou um motor movido a vapor para usar água numa usina de carvão. Em 1708, o agricultor contemporâneo Jethro Tull, gerou a primeira máquina de lançar sementes puxada a cavalo, mecanizando a agricultura.

Um ano depois, Abraham Darby, passa a utilizar o carvão a fim de baixar o custo na produção de ferro. Já em 1733, John Kay, bola um dispositivo volante para o tear, elevando o processo de tecelagem. Benjamin Huntsman, em 1740, descobre uma técnica em que se utiliza o cadinho para fabricaraço.

Já em 1761, na Grã-Bretanha é feita a abertura do Canal de Bridgewater, a primeira via aquática totalmente artificial. Em 1764, James Hargreaves desenvolve uma espécie de fiadora chamada “spinning Jenny”, máquina rotativa que permitia um único trabalhador de uma só vez tecer oito fios. Um ano depois, James Watt introduziu o condensador na Máquina de Newcomen, fazendo aumentar a eficiência do motor a vapor de forma considerável. Algumas outras invenções foram sendo criadas e mudanças consideráveis nos processos industriais aconteceram até 1840.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados