Colégio Web

A nova forma de trabalho

1Quando a maquinofatura surgiu, os trabalhadores se deslocaram para as fábricas. A produção em grande escala era mais econômica, por isso a exigência das fábricas era de muita concentração de mão-de-obra.

Publicidade

As indústrias de ferro e tecido necessitavam de uma grande produção, sendo assim o número de trabalhadores também tinha que ser grande, pois não era vantajoso produzir energia e vapor para uma produção pequena.

Com o surgimento da maquinofatura, os trabalhadores passaram a ser assalariados, isto é, os meios de produção não pertenciam mais a eles, e sim a uma minoria de capitalistas que contratavam o trabalho dos artesãos, pagando a eles um salário proporcional à quantidade de trabalho que era oferecido na fábrica.

A máquina de produção de gênero mais industrializado vem antes da riqueza começar a ser produzida diretamente pela ação do homem. Como isso é explicado? Antes do operário assalariado da indústria, era o artesão que representava o grupo responsável e detentor dos saberes necessários para que o recurso ofertado pela natureza fosse modificado. Quando se sabe o arcabouço das características do trabalho do artesão, aí sim é possível compreender de forma mais objetiva qual a transformação que a Revolução Industrial e as novas tecnologias acabaram operando no mundo do trabalho.

Os artesanatos, como produtos resultantes de antigas formas de trabalho, acabaram sendo perpetrados por vários períodos da História. Mas, sempre mantinham as mesmas características. Os artesãos viviam com suas famílias e mantinham um ritmo de produção a partir de suas demandas. Não havia pressão de ninguém. Além do mais, os artesãos tinham total controle sobre seus meios de produção. As técnicas usadas para operar o trabalho eram passadas de uma geração para outra. A valorização de cada artesão advinha de toda a ciência que ele mesmo, de forma original, impunha ao seu trabalho.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados