Colégio Web

Velocidade de desintegração

Publicidade

15. Velocidade de desintegração

Considere uma amostra radioativo que contém n0 átomos iniciais. Suponha que este elemento possa emitir partículas (α) ou (β). Contaremos cada partícula emitida como uma unidade de emissão. No fim de um tempo “t”, haverá “n” átomos que, até o momento, não emitiram nenhuma partícula. Portanto o número de átomos que já emitiram partículas é igual a: n0 – n.
∆n é a diferença entre o número de átomos inicial e final:

∆n = n0 – n 

∆t é o tempo que se sucedeu para que a diferença ∆n apareça, portanto, podemos definir: 

onde: 

v = velocidade de desintegração

Exemplo:

Numa amostra de urânio ocorreram 180 emissões por minuto. Vamos calcular a velocidade de desintegração expressa em emissões/segundo: 

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados