Colégio Web

Química nos aparelhos eletrônicos

Publicidade

Os aparelhos eletrônicos, como rádio, televisão, celular, iPod e inúmeros outros fazem parte da nossa vida, e cada dia que passa ficamos ainda mais expostos a eles. Mas, afinal, como funciona a química nos aparelhos eletrônicos? O fato é que sem a química nenhum dos aparelhos eletrônicos seria tão poderoso como é, e provavelmente eles nem existiriam.

Quer um exemplo? Um dos condutores de energia mais importante é o Silício (Si), considerado um material semicondutor muito abundante e utilizado como material básico para a produção de chip, células solares e muitos outros circuitos eletrônicos, o silício é o principal responsável por conectar pequenos aparelhos de rádio, ou até mesmo televisões.

E não para no Silício, existem outros materiais químicos que são encontrados nos aparelhos eletrônicos, cada um com sua função, e utilizado em diferentes aparelhos eletrônicos. O que muitas pessoas não sabem ou ao menos fazem ideia é que essas químicas que são importantes para os aparelhos eletrônicos, podem acabar causando problemas em relação a nossa saúde.

Vamos ver aonde encontramos cada um deles agora mesmo, o uso deles para os aparelhos eletrônicos é muito importante e não devemos parar de usá-lo por isso. O único alerta a ser feito tem relação com o descarte desses elementos. Um descarte correto irá ajudar a preservar tanto sua vida, quanto a vida do meio ambiente.

Química aparelhos eletrônicos

Arsênico

O arsênico é um elemento químico utilizados em aparelhos celulares. Em relação ao risco para a saúde, podemos destacar que o elemento é cancerígeno para a nossa pele, pulmão, bexiga e rins. Além disso, pode vir a causar doenças vasculares periférica e lesões dérmicas tanto hiper, quanto hipopigmentação.

Mercúrio

O mercúrio é o principal elemento utilizado nos computadores, monitores, em TV de pela plana, termômetro, barômetros e também em lâmpadas fluorescentes. O convívio frequente com esse elemento pode causar transtornos digestivos, estomatite, hipertensão, problemas no sistema nervoso central, além de ser cancerígeno.

Berílio

Química nos aparelhos eletrônicos

O berílio normalmente é utilizado em equipamentos de informática, além de ser empregado em construções de diferentes dispositivos que convivemos normalmente, como o computador, celular, foguetes, projéteis e giroscópios.  Para o nosso corpo, este elemento pode causar uma intoxicação crônica ou câncer no pulmão.

Cádmio

O elemento Cádmio é o responsável pelo funcionamento das baterias, especialmente nas baterias de níquel-cádmio. Em alguns casos, pode ser usado em televisores, e agir em outros aparelhos como semicondutores. O problema deste elemento para o nosso corpo não é intenso, entretanto pode causar irritabilidade, náusea, dor abdominal e anemia.

Esses são apenas alguns elementos químicos e um pouco sobre quais são suas utilidades para os diversos aparelhos eletrônicos. Como disse anteriormente, eles não são proibidos para o meio ambiente, e muito menos você deve deixar de usar aparelhos eletrônicos por conta disso.

A única ressalva que queremos te dar em relação com o descarte incorreto dos elementos, é que futuramente podem causar um transtorno imenso, tanto para a saúde das pessoas, como para as saúdes dos animais, árvores e em todo o resto do meio ambiente.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados