Colégio Web

Efeito Fotoelétrico e o Prêmio Nobel do Einstein

Em 1921, o Albert Einstein conseguiu explicar de modo bem satisfatório alguns fenômenos observados dentro do que se entende por Efeito Fotoelétrico. Entenda!

Publicidade

Nascido em 1879 na cidade alemã de Ulm, Albert Einstein é simplesmente o maior físico de todos os tempos e um dos maiores gênios que o mundo já viu, sendo lembrado por diversas teorias e contribuições importantes para a ciência.

A principal e mais famosa contribuição de Einstein, que morreu em 1955 nos Estados Unidos, foi a Teoria da Relatividade, que é conhecida até mesmo por leigos do mundo todo. Mas foi por meio de seus estudos sobre o Efeito Fotoelétrico que ele ganhou o Prêmio Nobel de Física em 1921.

O Efeito Hertz

Em 1839, A. E. Becquerel conseguiu observar pela primeira vez um efeito de emissão de elétrons por um material metálico exposto a uma radiação eletromagnética de frequência alta.

Esse efeito, no entanto, só viria a ser confirmado em 1887, quando Heinrich Hertz observou e estudou de modo mais profundo o fenômeno que ficaria conhecido como Efeito Fotoelétrico, ou Efeito Hertz.

Einstein e o Prêmio Nobel

Efeito Fotoelétrico

Em 1921, o físico alemão Albert Einstein conseguiu explicar de modo bem satisfatório alguns fenômenos observados dentro do que se entende por Efeito Fotoelétrico, e por esse motivo, ele foi laureado com o Prêmio Nobel de Física daquele ano.

Einstein conseguiu explicar a ocorrência do fenômeno de modo mais detalhado, lançando luz sobre as dúvidas que pairavam em torno de alguns detalhes que até então estavam sem resposta.

A pesquisa de Einstein levou à conclusão de que os resultados obtidos com a incidência de luz azul e de luz vermelha no processo eram diferentes, e explicou os motivos de modo a abrir caminho para o desenvolvimento da Teoria Quântica.

As observações e conclusões de Einstein levaram a um entendimento do funcionamento do Efeito Fotoelétrico jamais visto até então, e pavimentaram o caminho para o desenvolvimento de muitas outras pesquisas importantes baseadas na movimentação de elétrons.

Sinônimo de gênio

Considerado por muitos como sendo o homem dono da mente mais brilhante que já pisou na Terra, o nome Albert Einstein praticamente virou sinônimo de gênio para muita gente.

E isso se explica, não apenas por causa de suas contribuições para a ciência, mas também por causa de seu exemplo de dedicação às suas pesquisas, que o colocam como uma espécie de símbolo para os cientistas e pesquisadores que vieram depois dele.

Sua obra contém ao menos 150 obras não cientificas e mais de 300 trabalhos científicos publicados. Todos de valor inestimável para a humanidade.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados