Colégio Web

A oratória política e a história – Rui e Nabuco

Publicidade

A oratória política e a história – Rui e Nabuco

Rui Barbosa (BA, 1849 – Petrópolis, RJ, 1923). 

a) Vida. 

Estudou direito em Recife e em São Paulo, se dedicou ao jornalismo e também à política, associou-se com outros escritores e acabou com eles formando a geração de setenta. Se tornou Ministro da Fazenda e usou isso para colocar em prática uma política financeira que acabou levando a uma séria crise econômica. Se tornou embaixador do Brasil, foi eleito Juiz da Corte Permanente de Justiça Internacional. 

b) Obra: 

• O Papa e o Concílio.
• Cartas da Inglaterra.
• Réplica às defesas da Redação do Projeto do Código Cívil.
• Saudação a Anatole France.
• Discurso sobre Oswaldo Cruz,
• Elogio de Castro Alves.
• Oração aos moços (1920).
• A queda do Império.
• Cartas Políticas Literárias. 

Joaquim Nabuco (recife, PE, 1849 – Washington, EUA, 1910). 

a) Vida. 

Nascido no dia 19 de agosto de 1849, Joaquim Aurélio Barreto de Araujo, teve várias funções durante sua vida, foi político, diplomata, historiador, jurista e jornalista brasileiro. Joaquim Nabuco foi um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras. 

Com vinte anos, começou a se interessar por Camões e Castro Alves, onde na Faculdade de Direito de São Paulo, foi seu contemporâneo. 

b) Obra: 

• Camões e os Lusíadas.
• O Abolicionismo,
• Balmaceda,
• Um estadista no Império,
• Minha Formação,
• Discursos Parlamentares,
• Escritos e Discursos Literários,
• Amour et Dieu (Versos em Francês).

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados