Colégio Web

Verbos – Conjugação, tempo e voz

Verbo é a palavra invariável que indica um acontecimento em determinado tempo, uma ação, um estado ou fenômeno da natureza. Confira todos os detalhes!

Publicidade

Verbo é a palavra invariável que indica um acontecimento em determinado tempo, uma ação, um estado ou fenômeno da natureza. Exemplo: amar, correr, trovejar, chover, digitar, ganhar e perder.

Os verbos possuem três conjugações e são classificados da seguinte forma de acordo a vogal temática (a, e, i):

  • Regulares: os verbos regulares seguem a mesma forma verbal em sua conjugação, sem nenhuma alteração;
  • Irregulares: não seguem a mesma forma verbal da conjugação a que pertencem, ou seja, ocorrem alterações no radical ou nas desinências;
  • Anômalos: são verbos irregulares que sofrem grandes mudanças nos radicais;
  • Defectivos: não são conjugados em algumas pessoas, ou seja, ausência de algumas pessoas, tempos ou modo. Exemplo: verbo falir – apresenta o presente do indicativo formado apenas na 1ª e 2 ª pessoa do plural;
  • Abundantes: são verbos que apresentam mais de uma forma para uma mesma flexão. Exemplo: (eleger/elegido/eleito), (imprimir/imprimido/impresso).
  • Auxiliares: são verbos que se unem ao verbo principal alterando seu significado. São usados em tempos compostos e locuções verbais.

Os verbos flexionam em número (singular ou plural), modo (indicativo, subjuntivo e imperativo) e voz (ativa, passiva e reflexiva).

Verbos

Tempos verbais

O verbo possui o tempo primitivo conjugado no: presente, pretérito perfeito do indicativo e infinitivo. Dos tempos primitivos, conjugamos os seus derivados que são:

  • do presente do indicativo retiramos as seguintes conjugações: presente do subjuntivo, imperativo negativo e imperativo afirmativo.
  • do pretérito perfeito do indicativo retiramos as seguintes conjugações: pretérito-mais-que-perfeito do indicativo, futuro do subjuntivo e pretérito imperfeito do subjuntivo.
  • do infinitivo impessoal retiramos as seguintes conjugações: futuro do presente do indicativo, futuro do pretérito do indicativo e pretérito imperfeito do indicativo.

Vozes verbais

Podemos conjugar os verbos na voz ativa, passiva e reflexiva. Na voz ativa o sujeito é o agente da ação verbal. Na voz passiva o sujeito é o paciente da ação verbal. Pode ser analítica ou sintética.

  • Analítica: é formada pela conjugação do verbo auxiliar que se une ao particípio do verbo principal.
  • Sintética: é formado pela conjugação do verbo na 3ª pessoa do singular e a junção da partícula apassivadora = se.

Na voz reflexiva o sujeito é o agente e paciente da ação verbal, ou seja, ele executa e recebe a ação. Geralmente é acompanhado do pronome reflexivo = se.

Infinitivo pessoal e impessoal

Infinitivo impessoal é o emprego do verbo no infinitivo que forma os seguintes tempos verbais: futuro do presente, futuro do pretérito e o pretérito imperfeito todos do modo indicativo. Exemplo: amar/amarei/amarás.

Infinitivo pessoal é o emprego do verbo no infinitivo acrescido das desinências es/mos/dês/em. Exemplo: andares, andarmos, andardes, andarem. É o emprego mais usado quando queremos realçar ou identificar a pessoa do sujeito.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados