Colégio Web

Vantagens e desvantagens do Bolsa Família

Idealizado no Governo Lula, em 2003, o Bolsa Família é um programa de transferência de renda que unificou os programas já existentes criados no Governo FHC.

Publicidade

Idealizado no Governo Lula, no ano de 2003, o Bolsa Família é um programa de transferência de renda que unificou os programas já existentes criados no Governo FHC: Bolsa Escola, Auxílio Gás, Cartão Alimentação e Bolsa Alimentação.

Como todo o programa polêmico, o Bolsa Família possui admiradores e críticos ferrenhos, e ambos os lados apontam vantagens e desvantagens no programa. Vamos entender quais são as principais?

Vantagens do Bolsa Família

Com pouca tradição no que diz respeito aos direitos sociais, e com fama histórica de ser um país onde as desigualdades dominam o cenário nacional, o Brasil sempre teve um problema sério de distribuição de riquezas.

Por esse motivo, o país sempre se notabilizou internacionalmente como a terra onde muitos têm pouco e poucos têm muito.

Bolsa Familia

E por esse motivo, o então presidente Lula criou o Bolsa Família, que viria a ser um programa de transferência de renda, para tentar aplacar as diferenças sociais, garantindo ao menos uma renda mínima para famílias carentes.

As vantagens do programa residem justamente nas suas intenções primordiais: transferir renda das regiões mais ricas para as regiões mais pobres, fazendo com que famílias saiam da linha da pobreza e consigam fazer girar a economia dessas regiões.

Há a exigência de que a família cadastrada para receber o benefício do Bolsa Família informe os registros de presença dos filhos na escola, para garantir que as crianças estão estudando, do contrário, o benefício é suspenso.

Desvantagens do Bolsa Família

Para quem critica o programa Bolsa Família, as principais desvantagens dele residem no fato de que em longo prazo, se cria uma espécie de dependência da população carente em relação ao governo, o que não é benéfico para nenhuma das partes.

O ideal, segundo essas pessoas que criticam o programa, seria que ele tivesse prazo de validade, durando apenas alguns anos, no máximo uma década, servindo de impulso para que as famílias carentes conseguissem “caminhar com as próprias pernas”.

Programa Bolsa Familia

Em resumo, para os críticos do Bolsa Família, a manutenção do programa por tanto tempo, acaba por gerar uma distorção, criando dependência em pessoas que deveriam gerar riqueza para o país, e não tirar proveito dela sem dar algo em troca.

A frase mais usada por críticos do Bolsa Família é a velha e conhecida expressão que diz que “é melhor ensinar a pescar do que simplesmente dar o peixe”. Ou seja, seria melhor investir na criação de estrutura de geração de empregos, bem como na educação de base, para que bons profissionais fossem formados, criando um circulo virtuoso de riqueza.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados